Pelo menos 82 pessoas morreram e 110 ficaram feridas neste domingo (25) antes do amanhecer em um incêndio em um hospital para pacientes com covid-19 em Bagdá, um drama que provocou a ira dos iraquianos e pede a renúncia dos responsáveis.

O incidente foi causado por cilindros de oxigênio "armazenados sem respeitar as condições de segurança" no hospital Ibn al-Khatib em Bagdá, disseram fontes médicas à AFP.

"O Ministério do Interior anuncia a morte de 82 pessoas e 110 feridos no incêndio acidental" do hospital, disse ele em um comunicado divulgado pela mídia estatal.

Muitas vítimas estavam sob ventilação quando os cilindros de oxigênio explodiram, causando um incêndio que se espalhou rapidamente, de acordo com médicos e bombeiros.

 

Big disaster, 55 corona patients dead in fire caught Abn Al khateeb hospital in #Baghdad, the fire broke up after oxygen cylinder has exploded. pic.twitter.com/IK1L0KgZUH

— Ammar karim (@ammar_afp) April 24, 2021

 

Reprodução Twitter