Segundo um levantamento do Datafolha, encomendado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, no ano passado, 16 milhões de mulheres acima de 16 anos sofreram algum tipo de violência. A pesquisa mostra ainda que 76% das mulheres vítimas de violência conheciam o agressor. Ele era o marido, um ex-namorado, um vizinho... E quando perguntadas o que fizeram depois da agressão, mais da metade respondeu: nada. Um dado que revela como é difícil quebrar o silêncio.

Apesar da redução de 6,7% no número de homicídios femininos entre 2017 e 2018 – que passou de 4.558 para 4.254 vítimas -, o percentual frustrou a expectativa diante dos dados divulgados na semana passada, que indicavam 13% de redução das mortes violentas em todo o país.