O Grupo Vicunha, gigante do setor têxtil brasileiro, anunciou nesta segunda-feira (02) a suspensão momentânia de seus investimentos na unidade da empresa em Natal. O motivo, segundo a empresa explicou em nota à imprensa, é a insegurança jurídica do Programa de Estímulo e Desenvolvimento Industrial (Proedi). O texto classifica o cenário potiguar como "incerto" devido a briga judicial envolvendo o incentivo.

A empresa está instalada em Natal desde os anos 90 e emprega mais de 5 mil pessoas no RN. O Proedi foi suspenso em Natal pela Justiça, a pedido da Prefeitura natalense.