O otimismo do empresário potiguar voltou a crescer em fevereiro de 2020. O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) atingiu 63,7 pontos este mês, o que representa aumento de 2,0 pontos na comparação com janeiro (61,7 pontos) e de 0,2 ponto ante fevereiro de 2019 (63,5 pontos). Com esse crescimento, o ICEI alcançou o patamar mais elevado para um mês de fevereiro desde 2010, quando o indicador chegou a 66,8 pontos. Além disso, o ICEI chega ao décimo nono mês consecutivo acima de 50 pontos, ou seja, revelando empresários confiantes. O aumento na confiança em fevereiro reflete tanto a percepção de melhora nas condições atuais dos negócios quanto o aumento do otimismo para os próximos seis meses.

 

A pesquisa mostra que os empresários da Construção se mantêm confiantes, ainda que em menor intensidade do que em janeiro, enquanto os das Indústrias Extrativas e de Transformação aumentaram o nível de confiança. No que tange aos portes de empresas pesquisados, observa-se que tanto a pequenas quanto as médias e grandes indústrias estão mais confiantes do que no levantamento anterior.

 

De acordo com a CNI, o ICEI nacional caiu 0,5 ponto entre janeiro e fevereiro de 2020, de 65,3 para 64,8 pontos, interrompendo uma sequência de três altas consecutivas. Ressaltese, no entanto, que a queda não foi forte o bastante para reverter a confiança do conjunto da indústria do Brasil, que vem crescendo desde junho de 2019. Apesar do recuo, o ICEI encontra-se 10 pontos acima de sua média histórica (54,8 pontos) e 0,3 ponto sobre o índice registrado em fevereiro de 2019 (64,5 pontos). Já a confiança dos empresários nordestinos, declinou 0,7 ponto em fevereiro, passando de 64,5 para 63,8 pontos (valores acima de 50 pontos indicam confiança).

 

Para ver a íntegra do ICEI favor acessar o link: https://www.fiern.org.br/wp-content/uploads/2020/02/ICEI_fev2020.pdf