O deputado estadual Tomba Farias (PSDB) é defensor da agenda de privatizações. O parlamentar acredita que umas das medidas que poderiam ser adotadas para amenizar os cofres do governo seria privatizar, por exemplo, a Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN). Tomba argumenta não é prerrogativa dos governos estaduais bancar o ensino superior.

 “O ensino superior não é obrigação do Governo do Estado. Hoje temos 9 mil alunos, dos quais 4,5 mil vêm de estados vizinhos. Qual é a obrigação do RN com estados vizinhos? Se o Estado colocasse o aluno em universidades particulares, gastaria cerca de R$ 50 milhões por ano. Com a Uern, o RN gasta R$ 380 milhões. São números. Poderia ser uma solução para o governo de Fátima, que passaria a assumir os professores como forma de contrapartida”, sugeriu o parlamentar durante entrevista à rádio Agora FM.