Um potiguar de 67 anos é um dos tripulantes desaparecidos do naufrágio de um navio que saiu de Recife rumo a Fernando de Noronha na última terça-feira (21). De acordo com familiares, Washington Luiz Ventura da Silva tinha acabado de sair de serviço e estava descansando no camarote da embarcação Thaís IV no momento do naufrágio.

De acordo com Márcio Ventura, filho de Washington, apesar das buscas permanecerem, a família segue angustiada por não ter “uma resposta mais contundente” da Marinha do Brasil sobre quando irão descer até a embarcação naufragada a 4 mil metros abaixo do nível do mar.

“Eu já fiz essa pergunta a Capitania dos Portos. A gente tem que tirar essa dúvida, quer saber quando vão descer. Vai ser daqui a um dia, uma semana? Com a resposta, a família vai se acalmar e esperar”, afirmou.

De acordo com Márcio, o pai já era aposentado, mas seguia trabalhando pelo amor que tinha à profissão. “Meu pai trabalha há mais de 40 anos dentro de água. Ele já é aposentado, gostava da profissão. Aquilo é vida de louco, é pra quem gosta mesmo. Ele amava o que fazia”, disse Márcio.

Com informações do G1 RN