Na carta de princípios do cooperativismo, o sétimo item trata justamente do compromisso com o desenvolvimento da comunidade na qual está inserida a cooperativa.

Assim, o Sicoob reconhece seu papel transformador da sociedade através da busca da justiça financeira e da prosperidade. E neste seio está uma sociedade mais igualitária também entre homens e mulheres, com as mesmas oportunidades e respeito as suas diferenças.

Desse modo o Sicoob Rio Grande do Norte faz um chamado à valorização de um novo papel das mulheres na sociedade, em que elas se tornam cada vez mais empreendedoras e símbolo de um mundo mais solidário e acolhedor. É um posicionamento que vai exatamente ao encontro de uma recente pesquisa do Sebrae com a Fundação Getulio Vargas (FGV), onde se viu que as empreendedoras foram mais ágeis que os homens na hora de implementar inovações a seus negócios na pandemia, por exemplo, demonstrando a praticidade e o dinamismo decisório das mulheres nas organizações.

O isolamento social tem sido a estratégia mais eficaz para impedir a propagação do novo coronavírus, mas, infelizmente, com mais homens e mulheres convivendo por um período prolongado dentro de casa, um problema antigo no Brasil foi agravado: a violência contra as mulheres.

Segundo o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, a quantidade de denúncias de violência contra as mulheres recebidas no canal 190 cresceu quase 40%, se comparados os meses da pandemia com o mesmo período do ano passado.

O Sicoob reconhece que há muito a ser feito para combater a violência doméstica, mas sabe também que uma das formas de enfrentar o problema é estimulando a equidade de gênero e o empoderamento feminino, reduzindo desse modo as injustiças socioeconômicas que as mulheres enfrentam.

Portanto, assim como o cooperativismo financeiro foi uma ferramenta associativista criada para se contrapor e gerar alternativa ao “abuso” dos grandes bancos tradicionais, é preciso também reafirmar nosso compromisso com o combate a qualquer tipo de relacionamento abusivo em nossa sociedade.

A campanha “Chega de relacionamento abusivo. Priorize quem te valoriza” reforça o compromisso social do Sicoob Rio Grande do Norte com a questão, principalmente porque trabalha pelo desenvolvimento equitativo e harmônico da sociedade como um dever que está cravado em nossos princípios e valores.