A taxa média anual de informalidade em 2019 atingiu 41,1%, seu maior nível desde 2016, e bateu recorde em 20 unidades federativas do país. Os números são do IBGE e forma divulgados nesta sexta-feira (14). O desemprego também caiu em 16 unidades federativas.

Segundo os dados do Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), a informalidade atingiu recordes no Rio Grande do Norte, Rondônia, Amazonas, Roraima, Pará, Amapá, Tocantins, Piauí, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal. 

*Com informações da Folha de SP