16/08/2019 14:49

Funcarte emite nota de pesar pela morte de jornalista do RN

Funcarte emite nota de pesar pela morte de jornalista do RN

A Secretaria de Cultura de Natal (Secult/Funcarte) lamenta a morte do jornalista e escritor Carlos de Souza, chamado carinhosamente por todos de Carlão. Referência no Jornalismo cultural de Natal, Carlão foi editor do Segundo Caderno da Tribuna do Norte, do caderno Muito (Diário de Natal) e participou de diversos projetos elaborados pela Secult/Funcarte, como o Festival Literário de Natal (FLIN) e da revista Brouhaha, além de ter sido premiado com o Otoniel Menezes com seu livro “Cachorro Magro”.

Carlos de Souza foi autor de ‘Crônica da Banalidade’ (1988), do texto teatral ‘É tudo fogo de palha’ e do romance ‘Cidade dos Reis’ e do premiado ‘Urbi’ (2015), (ficção). Foi professor também nas principais universidades do Estado (UFRN e UNP), deixando uma legião de amigos e discípulos.

Em nome de todos os funcionários da Secretaria de Cultura de Natal, nosso profundo pesar e sentimentos aos familiares e amigos.

O velório acontece nesta sexta-feira (16), a partir das 16h, no Centro de Velório do Morada da Paz (rua São José, próximo ao Corpo de Bombeiros). No sábado, às 11h, sai o cortejo para cerimônia de cremação, ao meio dia, em Emaús.

LEIA MAIS:

Morre jornalista e escritor com mais de 40 anos de atuação na imprensa do RN

PUBLICIDADE

MAIS ACESSADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS