21/08/2019 10:17

Estácio inicia aulas do Projeto de Alfabetização e Letramento de Jovens e Adulto

Estácio inicia aulas do Projeto de Alfabetização e Letramento de Jovens e Adulto

Mais de 11 milhões de pessoas acima de 15 anos ainda são analfabetas no Brasil, segundo os dados disponibilizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia em junho de 2019. Esse número corresponde a 6,8% da população brasileira e alerta para a necessidade de ações de enfrentamento à esta realidade social. Nesse sentido, a Estácio Natal - unidade Zona Norte iniciou há uma semana as aulas do Projeto de Alfabetização e Letramento de Jovens e Adultos e já começou a transformar histórias.

George Carlos é um dos 24 estudantes da primeira turma do projeto na Estácio Zona Norte. Aos 36 anos, o comerciante só estudou até o 1º ano do Ensino Fundamental e estava em busca de abrir novos horizontes. “Eu nunca consegui aprender a ler e escrever, então, quando escutei pela rádio divulgando a iniciativa, eu disse: minha oportunidade vai ser agora”, destacou George. 

Durante quatro meses os alunos matriculados no curso terão aulas com estudantes dos cursos superiores e de Licenciaturas da Estácio - como Pedagogia, Letras, História, Geografia e Matemática - com o acompanhamento do corpo docente da instituição. As aulas acontecem às segundas e quartas-feiras à noite, com três horas de duração por dia. “As aulas são maravilhosas, está muito bom. Estou gostando do jeito que os professores trabalham com a gente, eles têm muita paciência, são atenciosos e ajudam bastante”, afirma George. 

Na primeira semana de aula houve o momento de contato inicial, no qual os docentes puderam identificar a situação em que se encontra cada aluno. “Pudemos perceber quem já conhece as letras, consegue escrever o nome sem ajuda ou com ajuda, por exemplo”, exemplifica a professora Jeanne Maciel. Espera-se que, ao final do curso, os alunos sejam capazes de ler e escrever pequenos textos, com compreensão, além de resolver problemas matemáticos simples, utilizar de forma crítica informações veiculadas nas diferentes mídias e comunicar-se por intermédio de mensagens de texto em aplicativo de dispositivo móvel. “Com certeza essas aulas vão melhorar ainda mais o meu comércio. Eu já sou desenrolado e, conseguindo aprender, vou desenrolar mais ainda”, diverte-se George Carlos.

O projeto, colocado em prática na Unidade Zona Norte da Estácio Natal, está alinhado com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) de número 4 da Organização das Nações Unidas (ONU), que busca garantir que todos os jovens e uma substancial proporção dos adultos - homens e mulheres - estejam alfabetizados e tenham adquirido o conhecimento básico de Matemática até 2030. O ODS 4 visa assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, além de promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida.

A iniciativa acontece desde 2018 e, nesta 4ª edição, além da Estácio Zona Norte de Natal, é oferecida no Rio de Janeiro, nas Unidades da Ilha do Governador (Zona Norte), Alcântara (Região Metropolitana), Queimados (Baixada Fluminense) e Via Brasil (em Irajá, Zona Norte do Rio), além do campus Carapicuíba (em São Paulo). “Nossa meta é levar esse projeto a todas as unidades da Estácio no Brasil. Estamos alinhados com os ODS 4 da ONU e queremos combater o analfabetismo e erradicá-lo no entorno de nossos campi. Os novos dados do IBGE nos mostram que a batalha ainda é bem grande”, afirma Cláudia Romano, vice-presidente de Relações Institucionais e Sustentabilidade do Grupo Estácio.

PUBLICIDADE

MAIS ACESSADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS