A governadora Fátima Bezerra (PT) se reuniu nesta terça-feira (19) com o ministro da Economia, Paulo Guedes, em Brasília. Mas, apesar do governo divulgar que o encontro foi “positivo” e com promessas de ajuda ao Rio Grande do Norte, também houve momentos de “constrangimento”.

 

O ministro não deixou passar a oportunidade de bater forte no PT, partido da governadora potiguar. Segundo matéria assinada pelo jornalista Hamilton Ferrari, no blog de Vicente Nunes, hospedado no portal do Correio Braziliense, Guedes criticou as gestões dos ex-presidentes Lula da Silva e Dilma Rousseff, ambos petistas. Tudo na frente de Fátima. 

 

Guedes disse na reunião que foram eles que contribuíram “para implementar uma estado criminoso e de corrupção sistemática no país”. A situação considerada “constrangedora” por outros participantes do encontro, durou longos minutos, já que Guedes tratou do tema durante boa parte da reunião. “Dos 50 minutos da reunião, 48 minutos só ele falou”, afirmou um parlamentar integrante da bancada do Rio Grande do Norte ao Correio Braziliense.

 

Neste período, Guedes também ressaltou que a reforma da Previdência é o “início de tudo”, destacando que nada pode ser viabilizado sem a aprovação da proposta. Referência feita a possibilidade de ajuda ao governo potiguar.