Diante da pandemia de Covid-19, as empresas precisam mais do que nunca implementar estratégias para digitalizar as operações e processos de negócios. E para facilitar essa compreensão, o Instituto Euvaldo Lodi (IEL/RN) reuniu em um webinar, realizado na tarde desta terça-feira (26/05), um time de consultores para debater o tema “Como digitalizar o seu negócio no cenário atual”. O evento, com os consultores Bruno Félix, Ed Souza e Jéssica Maria, faz parte da série webinars (seminários online) promovidos pelo IEL em comemoração a Semana da Indústria.

 

Bruno Félix, que é consultor do IEL/RN e diretor da empresa B Felix de Araújo Marketing Educacional, destacou a necessidade de as empresas se adequarem ao “novo normal” e como o marketing de conteúdo deverá ser ainda mais valorizado no posicionamento das marcas, neste cenário de crise.

 

“A pandemia se colocou como um catalizador para as empresas se colocarem no lugar do cliente e terem seus serviços digitalizados. Alguns segmentos tiveram a curva de digitalização maior, mais ágil, como é o caso do setor da educação. Muitas empresas conseguiram digitalizar os seus canais de vendas, mas não qualificaram o pessoal para atuar nesse ambiente. E tiveram problemas. As empresas, por meio do setor de RH, estão correndo e precisam levar essa qualificação aos colaboradores para que possam usar as novas ferramentas e garantir que essa mudança para o ambiente digital tenha bons resultados”, observa.

 

Para Jéssica Maria, que é administradora com especialização em Marketing Estratégico e Consultoria Empresarial, a mudança de comportamento e de hábitos de consumo verificados com o distanciamento social tendem a se perpetuar também no período pós-pandemia. “A necessidade de se adaptar ao mundo online é constante, precisa fazer a imersão hoje, o quanto antes. Porque ela já era exigida antes e, agora, com essa realidade, é ainda mais urgente para a sobrevivência dos negócios”, disse.

 

Ela alerta que algumas empresas cometem o erro de ir para o canal virtual sem a preparação necessária, sem saber o quê e como se comunicar com o cliente. “É preciso saber se relacionar. Marketing não é sobre vender produtos é sobre conectar pessoas, ter um relacionamento. Esse novo normal veio para ficar, acredito que não vai desacelerar esse processo”, disse.

 

Neste sentido, ela reforça a necessidade de capacitação da equipe de colaboradores como um dos pontos essenciais nesse processo. “Se hoje já há tecnologias intuitivas eles devem se tornar cada vez mais intuitivas para promover uma melhor experiência com o cliente, mas é também necessário saber quem vai operar essas ferramentas, qualificar pessoas para manusear as plataformas digitais e definir como será a comunicação da empresa com o púbico”, afirma Jéssica Maria.

 

A crise gerada com a pandemia do novo coronavírus, na avaliação do mentor de empreendedores digitais e especialista em marketing digital, Ed Souza, evidenciou a fragilidade da maioria dos negócios existentes no mercado e ainda mais a necessidade das empresas focarem na experiência do cliente. “É uma mudança que veio para ficar. É preciso entregar experiências personalizadas para o cliente, saber o que ele procura e oferecer esta experiência. Não é mais apenas tirar o produto do estoque e tentar vender. Na crise, se percebe que o dinheiro muda de mão e de prioridade. O cliente não quer a mesma coisa, não aceita. Os empresários precisam entender e se adequar a essa mudança de hábitos de consumo”, afirma.

 

Para isso, ele explica que a primeira coisa a fazer é ter presença digital, criar um relacionamento. “Hoje, ter a atenção do público é um grande capital. Como a sua marca vai ter essa atenção? As empresas conseguem isso, conversando com o público para conhecer qual a necessidade dele. Oferecendo para além do produto, conteúdo, oferecendo mentoria, ensinando coisas novas como fazer churrasco ou pão, estando nas redes, interagindo, tendo uma regularidade de postagens e de retorno ao que o cliente busca”, exemplificou.

 

Os passos para essa experiência do usuário e presença digital passam pela pesquisa de público-alvo, estruturação do marketing de conteúdo e de estabelecer um posicionamento claro e personalizado para o cliente. “Precisa formatar muito bem o produto que se quer vender. Hoje há muito venda de cursos, de mentorias na internet, o que tanto mostra o alcance do nicho como venda, mas também de se informar e se capacitar”, afirma Ed Souza.

 

Os consultores concordam que todo tipo de negócio pode ser digitalizado, mas que para isso é importante ter uma consultoria para identificar as formas e ferramentas necessárias, além de capacitação.

 

Para melhor se estruturar a nova realidade, o IEL pode oferece diversos produtos e consultorias na área digital, como também na área de planejamento, fluxo de caixa, de processos, redução de custos, além de cursos de qualificação de pessoal, tudo de forma online e com certificação nacional. “São ferramentas importantes, que sobretudo neste momento de crise podem auxiliar os empresários a construir estratégias para se posicionar e gerir o negócio”, disse Bruno Félix.

 

 

Conheça os consultores:

Bruno Félix: Diretor da B Felix de Araújo Marketing Educacional. Atua como consultor e palestrante com trabalhos desenvolvidos em escolas, especialista em estruturar áreas de comunicação e marketing em diversos segmentos.

 

Ed Souza: Mentor de Empreendedores Digitais e especialista em marketing digital há mais de 10 anos. Construiu um negócio digital focado em educação online que já faturou múltiplos 6 dígitos em menos de 1 ano e hoje foca em ajudar profissionais e empresas a criarem negócios online na internet.

 

Jéssica Maria: Administradora com especialização em Marketing Estratégico e Consultoria Empresarial, ambas formações no Centro Universitário do RN. CEO da Slidee Digital, empresa de marketing e comunicação focada na construção de apresentações memoráveis. Foi analista de Marketing do UNI-RN, IEL-RN e Activesoft. Coordenou eventos educacionais, institucionais e promocionais, participou da produção de grandes players de eventos, tais como: Carnatal, ABF FRANCHISING EXPO e Arena Digital Sebrae.