A Coca-Cola deixará de manter sua sede regional latino-americana em Buenos Aires e irá transferi-la para o Rio de Janeiro. A operação de coordenação das filiais de Peru, Bolívia, Paraguai, Chile passará, assim, da Argentina para o Brasil. As informações são do Valor Econômico.

A empresa esclareceu que não haverá mudanças na produção, embalagem e distribuição no país, mas que haverá uma reestruturação na organização da administração da empresa, o que pode resultar em um enxugamento da estrutura que opera na Argentina. Um plano de demissões voluntárias já está em curso.

A notícia chega na sequência dos anúncios de saída do país de outras empresas estrangeiras, como a Latam Argentina, a rede de lojas de departamentos chilena Falabella e o aplicativo de delivery espanhol Glovo. Falabella e Glovo serão vendidos a compradores nacionais e as marcas sairão do país.