11/09/2019 16:15

Cajueiro de Pirangi promove Festival da Primavera

Cajueiro de Pirangi promove Festival da Primavera

O maior cajueiro do mundo, o Cajueiro de Pirangi, promove neste mês de setembro o Festival da Primavera, que consiste em exposição de flores, rosas do deserto, cactos e suculentas. A exposição conta com diversas espécies e acontece na área da recepção do Cajueiro, logo após a entrada. Um dos objetivos da ação é valorizar as habilidades e competências da equipe, além de oferecer outros atrativos para quem visita o espaço.

A ideia da coordenação do cajueiro é realizar atividades culturais todos os meses. A gestora do Cajueiro de Pirangi, Marígia Madge, comenta que é uma forma de despertar um olhar mais sensível para o local. “O local é destino de turistas, mas o foco também é fomentar o cajueiro através de sua gente, do trabalho da equipe, da comunidade e de quem quer valorizar o local. Estamos organizando um cronograma de atividades com literatura de cordel, economia solidária, gastronomia, artes plásticas, exposições, um espaço para apresentar a cultura potiguar como um todo. Com o festival da Primavera, por exemplo, queremos refletir vida e fazer com que as pessoas venham ao Cajueiro para contemplar o que está a sua volta”, destaca.

Nessa ocasião, o expositor das rosas do deserto, cactos e suculentas, é também um dos profissionais que atua na segurança do local. Leonardo Carlos da Silva, mais conhecido como Kel, fala que o que, inicialmente, era um hobbie, passou a ser um diferencial em sua vida. Leonardo cultiva plantas há mais de oito anos em sua casa, mas afirma que foi pego de surpresa quando foi convidado para mostrá-las ao público. “Essa é a primeira vez que exponho minhas plantas e estou realmente muito feliz em participar dessa atividade. Sempre cultivei pelo fato de achá-las bonitas, mas vi que posso inspirar outras pessoas a se dedicarem a algo que gostam, ao mesmo tempo em que também tenho um complemento na renda”, afirma.

Quando os visitantes chegam, Leonardo tira dúvidas sobre o cultivo, adubação, floração, enxertos, polinização e alguns cuidados específicos de cada planta, todas com preços acessíveis. Entre as espécies expostas de Rosas do Deserto, temos a Golden Faith, Branca mesclada, Barbie Girl, Magic Elf, Índigo Glaze, Aurora, Double Blue Boy, Afrodite, Sindy, entre outras.

Segundo a gestora Marígia, a proposta é que as exposições sejam quinzenais, dando oportunidade para diversas pessoas, entre os funcionários do cajueiro e artistas do entorno. “Nosso objetivo não pode e nem deve se limitar na recepção de turistas para conhecer a árvore, mas pensar em maneiras de desenvolvermos um lado bastante forte da existência do Cajueiro, que é pôr em prática o conceito de socioambiental”, finaliza a gestora.

A próxima edição do Festival acontecerá em outubro com exposição de Orquídeas.

Setembro Amarelo

Simultaneamente ao Festival da Primavera, nesse mês de setembro, data em que se ressalta a prevenção e combate ao suicídio, a administração do Cajueiro promove uma sensibilização sobre o assunto com a equipe e com os visitantes. “Nessa oportunidade estamos distribuindo também o símbolo da campanha, que é o laço amarelo, e oferecemos um abraço, com a proposta de abordar a temática de extrema relevância social”, finaliza Marígia.

PUBLICIDADE

MAIS ACESSADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS