A Assembleia Legislativa do RN aprovou, na manhã desta quarta-feira (17), projeto de lei que ratifica o Protocolo de Intenções firmado entre os estados do Rio Grande do Norte, Bahia, Maranhão, Pernambuco, Ceará, Paraíba, Piauí, Alagoas e Sergipe para a constituição de consórcio interestadual. De autoria do Executivo estadual, a matéria tem como escopo promover o desenvolvimento sustentável na região Nordeste.

“É importante que iniciativas como essa sejam muito bem aproveitadas”, destacou o deputado Sandro Pimentel (PSOL). O deputado Coronel Azevedo também concordou: “votamos a favor por acreditar que esse projeto tem como objetivo promover o desenvolvimento da região Nordeste e não a formação de um bloco de resistência ao governo federal, pois já passamos do período eleitoral”, disse Coronel Azevedo (PSL).

Veja o que o consórcio público pode propiciar para o estados:

- Ganhos de escala na contratação de serviços e bens e nas ações em geral realizadas em conjunto pelos entes consorciados;

- acesso à informações e ao know-how entre os estados, assegurando troca de experiência mais efetiva, aprendizado em ciclo mais curto e o compartilhamento de boas práticas;

- melhor compreensão e encaminhamento das necessidades e agendas políticas regionais;

- fortalecimento das capacidades dos entes consorciados com a fusão de recursos e desenvolvimento de sinergias;

- estabelecimento de ente capaz de figurar como catalisador para o estabelecimento de parcerias;

- ampliação de redes colaborativas entre os Estados.