17/07/2019 18:02

Método de Paulo Freire será usado para erradicar analfabetismo em Natal

Fotos: Manoel Barbosa

Método de Paulo Freire será usado para erradicar analfabetismo em Natal

A Prefeitura do Natal está discutindo uma parceira com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte com o objetivo de instituir um programa de alfabetização na capital potiguar. Segundo números da Pesquisa Anual por Amostra de Domicílios contínua (PNAD), o índice de analfabetismo na cidade está próximo dos 9%. Município e Universidade devem utilizar a experiência do método Paulo Freire somada a políticas de inserção no mercado de trabalho.

O prefeito Álvaro Dias determinou que a Secretaria Municipal de Educação (SME) elaborasse um programa que alcance adultos e jovens não alfabetizados e melhore esses números. Nesta quarta-feira (17), as equipes da SME e da UFRN, com as presenças do prefeito e do reitor da instituição, José Daniel Diniz, aprofundaram a discussão com o objetivo de construir uma proposta pedagógica eficaz a ser implantada já a partir deste segundo semestre.

“Queremos dar prioridade e implantar esse programa com base no método Paulo Freire, porque além de alfabetizar o cidadão, esclarece, estimula as pessoas a entender melhor a realidade em que vivem e o porquê de termos chegado aqui com essas desigualdades sociais. Para nós, é o caminho ideal para fazermos esse projeto de tamanho alcance e de resgate dessa dívida social. É inadmissível ainda termos esse número alarmante de analfabetos na nossa cidade. Por isso, pedi para buscarmos a UFRN para fazermos algo mais abrangente e com melhores condições de atingirmos nosso objetivo, já que a instituição tem estudos aprofundados e condições de dar uma grande contribuição à Secretaria Municipal de Educação”, observou o chefe do executivo municipal.

As colocações reforçaram as ideias que já vinham sendo discutidas pela secretária de Educação, Cristina Diniz, a secretária adjunta de Gestão Pedagógica, Ednice Peixoto, e demais integrantes da educação e da instituição federal. “Ficamos muito felizes que desde que começamos a discutir, a universidade abraçou a ideia e vem se empenhando e contribuindo, tanto que nos passou essa sugestão da inclusão de requalificação profissional no programa, que foi muito bem vinda”, disse a titular da educação municipal. A ideia é que o programa ganhe proporções maiores, envolvendo outras secretarias municipais e até mesmo instituições externas, de modo a estimular o empreendedorismo, a economia criativa, entre outros.

Uma nova reunião ficou marcada para a próxima segunda-feira (22), na sede da SME, quando será debatido o conteúdo programático e novas parcerias. O edital para a contratação dos professores que atuarão em polos nos quatro distritos da cidade também está previsto para o início da semana.

PUBLICIDADE

MAIS ACESSADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS