Kolberg Luna

19/07/2019 14:14

O ÁRBITRO EXPULSOU O SEU ASSISTENTE

O ÁRBITRO EXPULSOU O SEU ASSISTENTE

Na noite de 31.01.1968, no Estádio Juvenal Lamartine, em partida amistosa entre o América-RN x Santa Cruz-PE, ocorreu um lance inusitado. A certa altura do jogo, o lateral-esquerdo Jório (Santa Cruz) xingou o assistente Afrânio Messias. Este comunicou o ocorrido ao árbitro Luiz Meireles que, incontinenti, expulsou o atleta infrator. Todavia, o assistente trocou ofensas verbais com o atleta pernambucano, sendo repreendido pelo árbitro, havendo uma discussão áspera entre os dois, com Messias atirado a bandeirinha ao chão. Diante disso, irritado com a atitude, o árbitro Luiz Meireles expulsou também o seu assistente de campo, tendo o jogo continuado somente com o outro assistente Jáder Correia cobrindo os dois lados do campo.

A rusga entre os profissionais do apito não teve maiores conseqüências, tanto assim que quatro dias depois o Estádio Juvenal Lamartine recebeu Mané Garrincha, em partida de exibição atuando pelo Alecrim contra o Sport Recife, com o comando do próprio Luiz Meireles, auxiliado pelos irmãos Afrânio e Ailton Messias, peleja que terminou com a vitória dos visitantes e foi considerada como bastante disciplinada em todos os aspectos.  

Créditos de Imagens e Informações para criação do texto: “O outro lado do futebol” (Teodoro de Castro Lino); Jornal Diário de Natal.