O ex-presidente do Banco Central Carlos Langoni morreu na manhã deste domingo (13), aos 76 anos, em decorrência de complicações da Covid-19. O economista estava internado desde dezembro na UTI do hospital Copa Star, no Rio de Janeiro.

Langoni nasceu em 23 de julho de 1944, em Nova Friburgo (RJ). Próximo do ministro Paulo Guedes (Economia), ele foi o primeiro brasileiro a se formar em economia na Universidade de Chicago, em 1970.

Também é autor de um dos mais importantes estudos sobre a desigualdade de renda no Brasil, publicado em 1973, durante o governo Médici, em plena ditadura militar.

O economista foi presidente do Banco Central de 1980 a 1983, na presidência de João Figueiredo, última da ditadura. Recentemente, era diretor do Centro de Economia Mundial da FGV (Fundação Getulio Vargas).

Com informações da Folha