10/09/2019 13:07

“Erro na regulação tem provocado a morte de pacientes", aponta deputado

“Erro na regulação tem provocado a morte de pacientes", aponta deputado

O deputado estadual Dr. Bernardo (Avante) usou a tribuna da Assembleia Legislativa, durante sessão ordinária desta terça-feira (10), para sugerir a secretaria estadual de Saúde Pública, SESAP, mudanças na regulação de pacientes dos hospitais regionais da região Oeste. De acordo com Dr. Bernardo, em alguns municípios do Alto Oeste, pacientes com problemas neurológicos e cardíacos ou que necessitem de exames de tomografias, têm sido regulados para o Hospital Regional Dr. Cleodon Carlos de Andrade, em Pau dos Ferros, que não possuem essas especialidades, e somente depois, encaminhados para o Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró.

“Esse erro na regulação tem provocado a morte de vários pacientes de alguns municípios como, por exemplo, Almino Afonso, que estão sendo regulados para Pau dos Ferros e quando chegam lá e não encontram o médico especialista, são reencaminhados para o Tarcísio Maia. Isso implica em mais de 150 quilômetros a mais desse paciente rodando de um lado para o outro”, denunciou Dr. Bernardo.

O médico/parlamentar contou o caso de um jovem de 16 anos que sofreu um acidente de moto e que foi encaminhado para o hospital de Pau dos Ferros. Segundo o deputado, ao chegar a Pau dos Ferros o adolescente foi reencaminhado para Mossoró.

“É preciso que a secretaria de saúde reveja a forma que essa regulação está sendo feita. Não adianta mandar um paciente com uma necessidade específica para um hospital se lá não tem o médico especialista ou o equipamento necessário para se realizar um exame”, cobrou.

Ainda em seu discurso Dr. Bernardo lembrou que esse é um tema recorrente em seus discursos e requerimentos na Assembleia Legislativa.

“Quantas pessoas ainda terão que falecer para que a secretaria modifique esse sistema? Já fiz pronunciamento. Já apresentei requerimentos, mas até agora não tivemos respostas. Portanto, continuarei cobrando porque eu acompanho de perto essa luta e a morte de pessoas em virtude desse descaso”, finalizou Dr. Bernardo.

PUBLICIDADE

MAIS ACESSADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS