Uma criança que viajou para o Havaí, nos Estados Unidos, com seus pais morreu de covid-19, segundo o Departamento de Saúde do Havaí anunciou na terça-feira (27), marcando a primeira morte pediátrica relacionada ao coronavírus do estado.

O menino, que tinha entre 0 e 10 anos de idade e problemas de saúde, desenvolveu sintomas de covid-19 logo após chegar à ilha, durante uma viagem com seus pais que já haviam sido vacinados. Ele foi levado para um hospital onde morreu mais tarde.

Até agora, o Havaí relatou um total de 32.041 casos de covid-19 e 479 mortes no total, de acordo com o site do departamento de saúde do estado.

Mortes devido ao novo coronavírus em crianças são raras. Um total de 0,00% a 0,03% de todos os casos de crianças com covid-19 resultam em óbito, de acordo com dados de Saúde dos Estados Unidos.

Enquanto as crianças correm menos risco de desenvolver sintomas graves devido ao coronavírus, uma síndrome inflamatória rara – chamada síndrome inflamatória multissistêmica em crianças , ou MIS-C – foi associada ao covid-19.

“MIS-C é uma condição em que diferentes partes do corpo podem ficar inflamadas, incluindo coração, pulmões, rins, cérebro, pele, olhos ou órgãos gastrointestinais. Crianças com MIS-C podem ter febre e vários sintomas, incluindo abdominais (intestino) dor, vômito, diarreia, dor no pescoço, erupção na pele, olhos vermelhos ou sensação de cansaço extra”, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças.

Até o fim de março, 3.185 casos totais de MIS-C e 36 mortes foram relatados nos Estados Unidos como resultado de MIS-C, de acordo com o CDC.

Com Istoé