Embora algumas revistas científicas tenham publicações que evidenciam os possíveis benefícios do chá verde para tratar quadros de esteatose hepática ou doença do fígado gorduroso não alcoólico, ao escolher um chá especificamente para tratar a gordura no fígado é preciso ter cuidado. Isso porque ainda são poucas as evidências clínicas feitas em humanos para mensurar os benefícios, por enquanto as pesquisas foram aplicadas somente em animais.

Só que segundo a nutricionista Bruna Oliveira, o chá de cardo mariano é o mais indicado para o tratamento de casos de gordura no fígado.

O que é a esteatose hepática não alcoólica e quais as suas causas?

Conforme a médica endocrinologista Dra. Nathalia Ferreira, a esteatose hepática é o acúmulo de gordura nas células do fígado. Quando uma pessoa sofre com isso, passa a ter um órgão mais amarelado e com crescimento em volume. Esse problema pode ocasionar uma inflamação, podendo evoluir para quadros mais graves como hepatite, cirrose hepática e até câncer.

Existem 2 tipos de esteatose hepática, alcoólica que é causada pelo consumo em excesso de álcool e a não alcoólica, que é causada por vários fatores.

Esteatose alcoólica: quais são as causas?

Conforme dados médicos, 60% dos casos de gordura no fígado são causados pelo excesso de peso corporal. Contudo, também pode ser provocada pelo diabetes, pela má nutrição, perda brusca de peso, gestação, cirurgias, sedentarismo e por alguns tipos de medicações.

Estudo científico

Conforme um estudo publicado no The Journal of Nutritional Biochemistry destaca alguns dados importantes sobre o tratamento de esteatose hepática não alcoólica.

Durante 16 semanas, pesquisadores alimentaram camundongos com dieta rica em gorduras. Os cientistas dividiram os animais em grupos que:
Um grupo tomou apenas chá verde e se exercitou;

Um grupo apenas se alimentou com objetivo apenas para controle;

Um grupo fez apenas exercícios; e

Um grupo tomou apenas chá verde.

O resultado foi que o grupo que se exercitou e bebeu chá verde apresentou apenas 25% de lipídios no fígado se comparado com o grupo sem controle. Já os camundongos que usaram extrato de chá ou apenas fizeram exercícios tinham a metade de gordura em relação ao grupo de controle.

O benefício do chá verde para gordura do fígado

O chá verde por ser rico em polifenóis ou “catequinas” e por ter fitoquímicos produz diversos benefícios à saúde.

Além de ter ação anti-inflamatória , hipoglicemiante, antitumoral, energizante, flavonoides, vitaminas e minerais, todos esses elementos podem ajudar a reduzir os sintomas de várias doenças.

Mas conforme a nutricionista Bruna de Oliveira, o consumo de chá é indicado para casos leves de esteatose hepática, por isso é preciso moderação para não sobrecarregar o fígado.

É preciso ter cuidado com qualquer medicamento seja fitoterápico ou não. E o uso para aliviar sintomas de problemas de saúde deve ser prescrito por um médico especialista.

Receita de chá verde

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de folhas secas do chá verde
  • 200 a 300 ml de água

Modo de preparo:

  • Em um recipiente, aqueça 200 a 300 ml de água até iniciar o processo de fervura, mas não deixe ferver;
  • Depois, coloque as folhas em uma xícara ou copo e adicione a água;
  • Deixe a bebida em infusão de três a cinco minutos;
  • E basta apenas coar e beber o chá.
  • O limite para tomar esse chá deve ficar a 2 ou até 3 xícaras por dia.

Se você for gestante ou tiver problemas de gastrite, hipertensão ou tireoide, não pode fazer o consumo, pois é contraindicado. E para pacientes com problemas renais deve tomar somente se indicado por médico e com restrição porque contém alumínio.

Fonte: Infomais