20200214171026eqanqU.jpeg

14/02/2020 17:09

Carnaval de Macau: MP orienta Prefeitura, blocos e agentes de segurança

Carnaval de Macau: MP orienta Prefeitura, blocos e agentes de segurança

A Segunda Promotoria de Justiça da Cidade de Macau, através do promotor de Justiça Mac Lennon Lira dos Santos Leite, convocou uma reunião na tarde desta quinta-feira (13), com autoridades municipais, representantes de blocos carnavalescos e agentes de segurança. Durante a reunião o Ministério Público orientou a todos sobre o cumprimento das leis que protegem o meio ambiente e o sossego da população.
Para o promotor Mac Lennon Leite, o principal ponto a ser observado é quanto ao cumprimento horário de silêncio determinado conforme a legislação em vigor. Dessa forma o carnaval de Macau deve ser encerrado às 22 horas. A única exceção será na sexta-feira, dia 21, quando os blocos fazem um arrastão após a final do Campeonato de Futebol de Salão para comemoração dos vitoriosos. O arrastão é tradicional e tem participação maciça da população, torcedores e atletas. Nesse dia, excepcionalmente, o silencio será respeitado a partir das 23 horas.
A exceção aberta pelo Ministério Público deve ter, por parte da Polícia Militar, a garantia de manutenção de efetivo que assegure a tranquilidade, a lei e a ordem até o final da festa.
Horário do Carnaval inviabiliza realização do mais tradicional polo do carnaval
Realizada desde 1989, a festa que acontece na Praça da Conceição, no centro da cidade de Macau, fica inviabilizada. O encontro na praça sempre aconteceu depois das 22 horas. São 31 anos de tradição do encontro de pessoas de todas as idades na “Praça do Frevo” que não acontecerá em 2020. 
“É lamentável que esse ano a prefeitura não possa realizar essa festa. Estávamos com tudo pronto. Essa festa faz parte da nossa história, das nossas famílias e é o encontro da cultura, tradição e alegria. Mas vamos respeitar a orientação do Ministério Público”, afirmou o prefeito Túlio Lemos. O promotor Mac Lennon Leite ressaltou que a comunidade precisa se adequar as leis e que cabe ao Ministério Público orientar e defender o interesse coletivo da sociedade.  
Participaram da reunião, além do promotor e do Prefeito Túlio Lemos, o comandante da Companhia de Polícia Major Sidcley Rodrigues do Amaral, o comandante da Guarda Municipal Magno Nunes da Silva, o assessor jurídico Herich Krause Rodrigues da Costa, o presidente da comissão organizadora do carnaval Afonso Lemos, secretários municipais e representantes de blocos de carnaval da cidade.

PUBLICIDADE

MAIS ACESSADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS