A cantora mexicana Yrma Lydya, de 21 anos, foi morta a tiros pelo marido em um restaurante na Cidade do México, na quinta-feira (23).

Yrma Lydia foi assassinada no restaurante Suntory Del Valle, na zona sul da cidade, pelo seu marido, identificado como Jesús Hernández Alcocer, de 79 anos. O homem foi preso por policiais junto com outra mulher.

As informações são do portal de notícias mexicano El Universal e do Ministério Público do país.

"Um homem atirou três vezes em sua esposa, ele já está detido junto com outra mulher que o acompanhava", disse Omar García Harfuch, secretário de Segurança da Cidade do México.

Segundo testemunhas, o homem atirou na cantora após uma discussão. Pouco antes de ser assassinada, Yrma Lydya escreveu algumas palavras aleatórias em uma toalha de papel da mesa: "problemas de sangue, defeito, diabetes, desonesto, começar todo dia, o começo". Ela também desenhou uma série de círculos e figuras.

Alcocer tentou subornar a polícia para deixá-lo escapar na companhia de um de seus seguranças, que também foi preso.

Com informações do G1