A Caixa Econômica Federal não renovou contrato de patrocínio com os clubes de futebol para o ano de 2019. Com a decisão, o banco estatal economizou R$ 194,6 milhões em relação aos desembolsos realizados a 26 times com os acordos firmados para 2018.

Atual campeão brasileiro e da Libertadores, o Flamengo foi o time que mais recebeu recursos da Caixa em 2018. Foram R$ 31,8 milhões, divididos entre “bônus” e patrocínio. Na sequência aparecem Santos (R$ 17,8 milhões), Cruzeiro (R$ 16,8 milhões) e Atlético Mineiro (R$ 13,1 milhões).

Com contratos vigentes até fevereiro e maio de 2019, Botafogo e Sport foram os únicos clubes que estamparam o patrocínio da Caixa em suas camisas ao longo do ano passado. As informações foram obtidas pelo portal R7 com base na Lei de Acesso à Informação.