Uma denúncia feita pelo portal Grande Ponto e publicada no último domingo (21) mobilizou as equipes de limpeza da Urbana. Na matéria, o portal denunciava o estado de abandono em que se encontrava a Travessa Pax, localizada na Cidade Alta. A rua tem calçamento feito com pedras de maré, é uma das mais antigas da capital, mas estava tomada pelo mato. Três dias após a publicação, a equipe do Grande Ponto se deparou com um novo cenário, com a rua já em processo de limpeza.

A equipe do Portal Grande Ponto voltou ao local nesta quarta-feira (24), por volta das 13h30. O mato já havia sido retirado da parte de cima da rua, restando apenas a parte inferior. Algumas lixeiras da Urbana estavam no local, dando a impressão que as equipes de limpeza tinham dado uma pausa para retomar o trabalho noutro horário.

A Travessa Pax liga a rua São Tomé à avenida Câmara Cascudo. As pedras em formato oval, que calçam a rua, eram trazidas nos lastros dos navios no Brasil colonial. Elas serviam para equilibrar e dar maior estabilidade aos navios e quando chegavam nos portos mais importantes eram transportadas sobre a cabeça dos escravos para servir de calçamento nas cidades, daí a expressão "cabeça de negro", como ficou conhecido o tipo de pedra.

Saiba mais > Descaso: Travessa Pax é símbolo de como Natal trata sua própria história