20190917221303hnsHOP.png

17/09/2019 22:04

A invencibilidade de Hélio "Show" em 1976

A invencibilidade de Hélio "Show" em 1976

O ano de 1976 traz excelentes lembranças ao torcedor do ABC FC. A Junta Governativa, que tinha à frente o deputado Aluizio Bezerra como presidente e Bira Rocha no departamento de futebol, montou um time que realizou magnífica campanha e evitou o tricampeonato do América, sendo campeão estadual ao vencer o 1º e o 3º turno. Em 25 jogos, a única derrota foi para o rival na final do 2º turno, tendo conseguido, ainda, 21 vitórias e 03 empates durante todo o torneio. Marcou 60 gols e sofreu apenas 06.

Hélio “Show” passou da 1ª a 11ª partida sem levar gol, somente sendo suplantado no 12º jogo, por Maranhão (Potiguar-Mossoró), aos 15 minutos do segundo tempo, na partida que terminou com a vitória alvinegra por 2x1 (Drailton e Zé Carlos Olímpico).  Foram exatos 1036 minutos sem ser vazado gol no campeonato estadual.

A solidez da defesa alvinegra e a invencibilidade do goleiro foi destaque na mais importante revista do jornalismo esportivo brasileiro, a Placar, em matéria assinada pelo jornalista potiguar Rosalvo Aguiar em abril daquele ano.

Porém, a matemática do torcedor alvinegro entusiasta não é essa, sendo calculada com outros elementos. Para o frasqueirino saudoso de 1976, época em que qualquer partida era um espetáculo e que chegou a ter mais de 50 mil torcedores no ABC x América que decidiu o 2º turno, a invencibilidade do guarda-metas alvinegro se iniciou ainda na decisão da Taça Cidade do Natal, na vitória sobre o Alecrim por 2x1 e o gol esmeraldino se deu aos 2 minutos de um jogo que foi decidido na prorrogação, o que eleva a marca para 1154 minutos, fora os descontos de cada uma dessas partidas.

Na verdade, o feito do goleiro do Século 20 do ABC FC escolhido pelo torcedor é memorável seja qual for a conta. De fato, a invencibilidade durante 11 partidas no Estadual de 1976 é uma façanha que deve ser sempre lembrada e digna de recorde. Todavia, no tocante a fidelidade dos números (minutos de invencibilidade), o cálculo somente deve conter 118 minutos da decisão da Taça Cidade do Natal (com prorrogação), mais os 08 (oito) primeiros jogos do Campeonato Potiguar (incluída a partida interrompida contra o Potyguar-CN) e mais 31 (trinta e um) minutos do jogo amistoso com o Náutico/PE, em 01.05.1976, que terminou em 1x1, o que dá 855 minutos, número vultoso se levarmos em consideração a qualidade dos adversários da época.      

Abaixo segue a sequência das partidas realizadas pelo ABC FC e que dizem respeito à invencibilidade do goleiro.         

CAMPANHA DA INVENCIBILIDADE DE HÉLIO SHOW

Data

Torneio

Equipe 1

Placar

Equipe 2

OBS:

26.02.76

Taça Cidade do Natal

ABC

2x1

Alecrim

Gol do Alecrim aos 2min. A partida teve prorrogação (2x15)

07.03.76

Estadual

ABC

7x0

Atlético

-

14.03.76

Estadual

ABC

1x0

Baraúnas

-

21.03.76

Estadual

ABC

3x0

Alecrim

-

28.03.76

Estadual

ABC

1x0

Potyguar-CN

Partida interrompida aos 76 min

04.04.76

Estadual

ABC

2x0

Potyguar-CN

Nova partida em face da anulação da anterior

11.04.76

Estadual

ABC

2x0

Alecrim

-

14.04.76

Estadual

ABC

2x0

Força e Luz

-

25.04.76

Estadual

ABC

2x0

Potiguar-M

-

01.05.76

Amistoso

ABC

1x1

Náutico-PE

Gol do Náutico aos 31min (Liminha)

09.05.76

Estadual

ABC

3x0

América

-

30.05.76

Estadual

ABC

1x0

Potiguar-M

-

03.06.76

Estadual

ABC

3x0

Força e Luz

-

13.06.76

Estadual

ABC

2x1

Potiguar-M

Gol do Potiguar aos 60 minutos (Maranhão)

 

Créditos de Imagens e Informações para criação do texto: Diário de Natal e Revista Placar.

PUBLICIDADE

MAIS ACESSADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS