20191208081449RzSX6j.jpg

08/12/2019 07:55

Presidente do TJRN defende mudanças em audiências de custódias

Presidente do TJRN defende mudanças em audiências de custódias

Em reportagem publicada neste domingo (08) pela Tribuna do Norte, o presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, João Batista Rebouças, afirma que a instituição deve ser administrada como uma empresa. Isso significa uma gestão preocupada com aspectos como a relação adequada entre custo e benefício, a preocupação constante com redução de despesas e a verificação de resultados.

Nesta entrevista, o presidente do Tribunal de Justiça também defende a revisão das audiências de custódias, que determina a apresentação dos presos a um juiz até 24 horas após a detenção, ocasião na qual, atualmente, muitas vezes são libertados.

"Eu acho que deveria se fazer uma reflexão sobre a audiência de custódia. No caso do reincidente com crimes mais agressivos, com uso de violência, de armas, assaltos, o Judiciário deveria deixá-lo em custódia", disse o presidente do TJRN.

PUBLICIDADE