Cultura no Ponto

21/05/2019 22:44

Baile Ancestral é realizado no Teatro de Cultura Popular

Fotos: Divulgação

Baile Ancestral é realizado no Teatro de Cultura Popular

Dia 22 de maio, às 19h30, o Teatro de Cultura Popular Chico Daniel será palco do Baile Ancestral. O show é a conexão com as nossas origens, com a cultura nordestina, africana e latino-americana. É a junção de ritmos introduzidos no repertório da banda Skarimbó, em sintonia com as composições que nos levam do passado ao futuro, das raízes para o mundo.

O evento é uma realização da banda Skarimbó com apoio institucional da Fundação José Augusto, TCP e Governo do Estado, através do edital de Pauta Livre do TCP, e do apoio da Quincas Camisaria e salão Glow Hair.

Os ingressos estão sendo vendidos no Sympla, com integrantes da banda e nos pontos físicos: Estúdio Carlota e Glow Hair.

 

Baile Ancestral - Skarimbó

Local: TCP (R. Jundiaí, 641 - Tirol, Natal)

Data: 22 de maio (quarta-feira)

Horário: 19h30

Ingressos: R$15 
 

19/05/2019 22:49

Sucesso de público, peça espírita "Violetas na Janela" chega a Natal dia 24

Quem de nós já não passou pela dor da perda de uma pessoa querida e não se sentiu compelido a refletir sobre a existência da vida após a morte? “Violetas na janela” mostra com simplicidade as experiências de Patrícia, uma garota que desencarnou aos dezenove anos e acordou numa colônia espiritual onde a vida continua. Fala de suas descobertas, dúvidas, necessidades, da busca pelo auto conhecimento, seus receios, afetos, seus amores. Uma colônia onde há hospitais, escolas, teatros, meios de transporte, bibliotecas, onde a tecnologia avançada convive em harmonia com a natureza, os homens, os animais. Um lugar onde é respeitado o livre arbítrio e a justiça reinante é a do amor. Mas, no nosso universo infinito também existem outros lugares mais e menos felizes. Para qual deles nós iremos após a morte do corpo, só depende de nós mesmos; do que e de como estamos fazendo aqui e agora.

O espetáculo “Violetas na janela” estreou em 1997 e ficou em cartaz durante nove meses seguidos no Teatro Vanucci. Foi a peça teatral de maior público naquele ano (dado divulgado pela SBAT). Nos anos subsequentes, esteve em grandes teatros do Rio de Janeiro e São Paulo e viajou pelas capitais e cidades do interior do Brasil. Entre os anos de 1997 e 2007, a peça foi assistida por mais de 300 mil pessoas.

Com adaptação para o teatro de Ana Rosa e direção sua e do ator Guilherme Corrêa, o livro homônimo de Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho trata da vida após a morte, a partir do desencarne de Patrícia. Tudo com uma leveza e toques de humor que se encarregam de dar graça ao espetáculo. A trilha sonora foi composta especialmente por Claudio Suisso e os vinte atores que se revezam em cena são mais um atrativo para o público. 

A Editora Petit festejou em dezembro de 2003 o total de um milhão de livros vendidos. Segundo Ana Rosa, as pessoas vêm se interessando cada vez mais pelo tema da reencarnação. O cinema americano nos brindou com filmes como “Ghost” “O sexto sentido”, “Os outros” e tantos mais. A televisão brasileira também abordou a mesma temática em novelas como “A viagem”, “Almas gemas”, “O profeta” e “Amor, eterno amor”. Esse talvez seja um dos motivos do grande sucesso da peça teatral “Violetas na janela” que iniciou uma nova jornada neste ano de 2019 com produção de Eduardo Holmes no Sul.

Em Natal, o espetáculo será realizado no Teatro Riachuelo dia 24 de maio, às 21h, e os ingressos custam a partir de R$ 80.

18/05/2019 22:41

Domingo na Arena traz projeto Som na Caixa

Fotos: Divulgação

Domingo na Arena traz projeto Som na Caixa

Neste domingo (19), uma das atrações do Domingo na Arena é o projeto "Som na Caixa", que tem patrocínio da Arena das Dunas e Prefeitura do Natal por meio da Lei Djalma Maranhão. 

O talento potiguar que se apresenta, a partir das 17h, é o Grupo Estação de Teatro com o espetáculo "Estação dos Contos", uma contação de histórias intercaladas com músicas e brincadeiras populares, contadas e cantadas pelos atores Caio Padilha, Nara Kelly e Manu Azevedo.

As histórias de tradição popular Brinquinhos de Ouro, O céu de estrelas e O caso do Bolinho são alternadas com músicas originais, especialmente compostas para o espetáculo, além de músicas do cancioneiro infantil como Senhora D. Cândida e Encontrei Nossa Senhora, entre outras. Já as brincadeiras populares como Boca de Forno, Se eu digo sim, você diz não, Bambu e Adivinhas garantem a diversão da criançada.

 

Projeto Som Na Caixa com o espetáculo Estação dos Contos

Local: Praça externa da Arena das Dunas

Data: Domingo, 19 de maio

Horário: 17h

Acesso Gratuito

18/05/2019 00:09

Palhaça Maçaneta toma conta do Bosque Encena

Fotos: Divulgação

Palhaça Maçaneta toma conta do Bosque Encena

O Parque das Dunas vai receber neste domingo (19), às 10h, a Palhaça Maçaneta, uma personagem criada pela paulistana Wladia Beatriz, psicóloga e psicoterapeuta, que há anos integra o movimento de palhaças do Brasil.

Depois de percorrer o país se apresentando em São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e muitas outros estados, agora chegou a vez do Rio Grande do Norte. Para o Bosque Encena ela preparou dois números: La Encantadora de Serpentes e Is Niki, quando realiza seu surpreendente show revelando habilidades linguísticas e de dança, em que a invisibilidade se faz presente e mundos imaginários passeiam entre danças, canções e emoções.


Palhaça Maçaneta no Bosque Encena

Local: Anfiteatro Pau-Brasil, Parque das Dunas (Av. Alexandrino de Alenca, s/nº, Tirol - Natal)

Data: 19 de maio (domingo)

Hora: 10h

Acesso ao parque: R$ 1,00 (um real) – O evento é gratuito

17/05/2019 23:45

Cantora Marília Lino recebe Sâmela Ramos em show inédito

Cantora Marília Lino recebe Sâmela Ramos em show inédito

A cantora Marília Lino apresenta neste sábado (18), a partir das 20h30 no restaurante Douce France, o show “As Cores do Jazz”. O título é uma referência às tantas possibilidades harmônicas, melódicas e rítmicas do Jazz e à própria liberdade que existe na concepção desse gênero musical. Para dividir o palco nesta apresentação especial, Marília convida a cantora Sâmela Ramos. As duas serão acompanhadas por Ricardo Baya na guitarra e Emerson de Oliveira no piano.

Marília Lino tem se apresentado no cenário potiguar levando aos palcos sua paixão pelo Jazz e clássicos da MPB e Internacional, interpretando um repertório que retorna à beleza e emoção das composições desses gêneros. Em shows intimistas e cheios de personalidade, Marília é acompanhada pela versatilidade da guitarra de Ricardo Baya, com destaque para a estilização e improvisação característica do Jazz que o instrumentista desenvolve em seus arranjos.

A cantora também também se apresenta acompanhada por formações em trio ou quarteto, com músicos ao piano, baixo acústico, acordeon, bateria e sopro, a depender da proposta do show. Já estiveram presentes em suas apresentações instrumentistas como Eduardo Taufic, Emerson de Oliveira, Lipe Guedes, Bruno Cirino, Ozi Cavalcanti, Daniel Ribeiro, Fernando Suassuna, dentre outros.

A cantora Sâmela Ramos, natural da cidade de Guarulhos – SP, ingressou no Jazz em 2017 e já em 2018 participou do Festival Bossa e Jazz em Pipa. Sua música caminha entre as vertentes do Soul, R&B e Spiritual, levando sentimento e alma em suas canções. Sâmela é uma voz forte que tem se destacado no cenário musical potiguar.

Com o show “As Cores do Jazz”, Marília Lino e Sâmela Ramos se encontram pela primeira vez em um dueto que promete marcar este momento único, em que as cores do Jazz Brasileiro vão se unir com os tons do Jazz Internacional, recebendo ainda temperos da Bossa Nova, da MPB e o que mais elas puderem presentear a plateia.

 

Show "As Cores do Jazz"

Onde: Douce France (Av. Afonso Pena, 628 - Petrópolis, Natal)

Data: 18 de maio (sábado)

Horário: 20h30

*O conteúdo deste blog não representa necessariamente a opinião do portal.