Turismo & Negócios

Shopping Cidade Jardim reabre a partir desta terça, 21/07

 

Seguindo o cronograma da retomada das atividades comerciais propostas pelas autoridades, o Shopping Cidade Jardim anunciou sua reabertura para a próxima terça-feira (21), com todas as ações do protocolo de segurança garantidas, e funcionando em horário diferenciado, das 12h às 20h.

Para tranquilizar os clientes, o Cidade Jardim esclarece que além de ser um dos poucos shoppings de Natal que funcionam como espaço aberto - e, assim, com maior circulação de ar - o mall também tomou todas as medidas necessárias para preservar a saúde de todos. Desde que a ABRASCE (Associação Brasileira dos Shopping Centers) emitiu um Protocolo de Retomada, aprovado pelo Hospital Sírio Libanês, o Cidade Jardim se adequou.

Dentre as medidas, podemos destacar:
✓ Uso obrigatório de máscara (e mensagem na cancela de entrada retificando isso);
✓ Ticket do estacionamento emitido automaticamente evitando o contato com a máquina;
✓ Controle de quantidade de veículos entrantes no estacionamento;
✓ Aferição da temperatura e oferta de álcool em gel no acesso do shopping;
✓ Instalação de lavabos com cartazes orientando a forma correta de lavar as mãos;
✓ Dispensers de álcool em gel distribuídos pelo mall;
✓ Sinalização de distanciamento;
✓ Som do mall lembrando a importância dos cuidados preventivos;
✓ Monitor orientando e disponibilizando máscaras para o cliente que não estiver usando;
✓ Cartilhas de orientação para os lojistas, contendo todos os procedimentos de segurança obrigatórios.

Amélia Dutra, gerente de marketing, reforça o compromisso do shopping com o bem-estar de todos: "Temos os recursos necessários para executar e fiscalizar o cumprimento das normas de segurança e faremos isso. Pedimos que cada cliente também se cuide, e assim poderemos, aos poucos, retornar às nossas rotinas, com responsabilidade, consciência e, principalmente, saúde", encerra.

RN é o segundo estado com maior redução de óbitos por Covid

 

 

 

A governadora Fátima Bezerra disse nesta sexta-feira, 17, que o Rio Grande do Norte tem uma redução expressiva no número de mortes por Covid-19, obtendo o segundo lugar em todo o país com 45% de redução, como apontam os dados divulgados pelo consórcio de veículos de imprensa, que reúnem informações das secretarias estaduais de Saúde. "Isso é fruto do trabalho que estamos realizando, garantindo uma rede de leitos de UTI e clínicos - mais de 500 - o que tem possibilitado assegurar a assistência à saúde", afirmou a chefe do Executivo estadual na entrevista coletiva para atualização dos dados epidemiológicos e das ações da administração estadual no enfrentamento à pandemia.
 
Fátima Bezerra se referiu também às reduções da taxa de transmissibilidade para menos de 1 e da ocupação de leitos críticos que permitiram a retomada gradual das atividades econômicas de forma segura e responsável. No entanto, a governadora ponderou: "Temos bons resultados, mas a pandemia não acabou. Por isso conclamamos mais uma vez os trabalhadores, empresários e a sociedade de forma geral a continuar somando esforços e cumprindo as normas sanitárias e de proteção. Não temos ainda a vacina. Todos os cuidados continuam sendo necessários para voltarmos à normalidade", afirmou. Ela ainda se solidarizou com familiares e amigos que perderam entes queridos para a Covid-19.
 
O coordenador do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde LAIS/UFRN e membro do Comitê Científico de assessoramento ao Governo do Estado, Ricardo Valentim confirma a redução na contaminação e na demanda por leitos críticos e clínicos. "Mesmo com a retomada das atividades econômicas observamos que a taxa de isolamento se mantém e isso pode ter contribuído para a menor ocorrência de casos. Mas ainda não é momento para relaxar nas medidas sanitárias e de proteção", orientou.
 
Valentim disse que é possível ocorrer uma segunda onda de contaminação como aconteceu em outros estados e países. "Embora a taxa de transmissibilidade venha se mantendo próximo de 1 em todas as regionais de saúde do Estado, é preciso manter o isolamento, o cuidado individual e com o outro, e usar máscara. Sair de casa só quando realmente necessário. Estes cuidados vão fazer a gente vencer a pandemia".
 
ATUALIZAÇÃO
 
O Rio Grande do Norte tem hoje 622 pessoas internadas em consequência da Covid-19. Outras 321 estão em leitos críticos e há 301 em leitos clínicos. A taxa geral de ocupação dos leitos críticos é de 83%, enquanto o percentual de isolamento social está em 40.8%. A fila de regulação tem 5 pacientes para leitos críticos, 9 para leitos clínicos e há 15 pessoas aguardando transporte sanitário. Há 40 leitos disponíveis.
 
A maior ocupação está concentrada na região do Mato Grande (100%), seguida da região metropolitana de Natal (89%), Oeste (85%), Pau dos Ferros (60%) e Seridó (53%).
 
Os casos confirmados somam 41.303, 53.748 suspeitos, 64.246 descartados, 1.526 óbitos confirmados (sendo 10 nas últimas 24 horas) e ainda há 214 óbitos em investigação. Estes dados não contabilizam os registros das últimas 48 horas do Ministério da Saúde por que a plataforma federal não está aceitando o acesso à exportação de dados. A atualização inclui os resultados dos exames processados pelo Lacen RN.
 
A sub-coordenadora de vigilância epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), Alessandra Luchessi explicou que a Região Metropolitana de Natal tem maior taxa de ocupação de leitos por ser a de maior população e maior incidência de casos. Alessandra informou que as próximas semanas poderão confirmar a tendência de queda no número de casos. E enfatizou: "O momento é de flexibilização das atividades econômicas, não de relaxamento das medidas de proteção. Todos devemos manter os cuidados e o isolamento social. E os municípios devem manter o foco na atenção básica para rastrear e combater focos de transmissão".
 

SERHS Villas da Pipa hotel reabre a partir de 31 de julho

SERHS Villas da Pipa hotel  reabre a partir de 31 de julho

SERHS Villas da Pipa hotel, localizado na famosa praia da Pipa, a 90km de Natal,  reabre a partir de 31 de julho, com todos os protocolos de segurança para receber o hóspede.  
Agora, além da piscina e churrasqueira privativos, o café da manhã também será servido em cada villa. Ainda mais conforto e privacidade para sua familia.  

Criamos também, codigo promocional: VCEMPIPA para reservas diretas pelo site www.serhspipa.com  

Convention Bureau de João Pessoa lança projeto que pretende reduzir ISS para o s

 

 

O presidente do Convention & Visitors Bureau de João Pessoa, hoteleiro Marcus Abrantes, anunciou na manhã desta sexta-feira (17) de julho, a elaboração de projeto que visa à redução do ISSQN para o setor de eventos, visando tornar a capital paraibana ainda mais atrativa na captação de congressos associativos, eventos corporativos e feiras comerciais.

 

Segundo Marcus Abrantes, “a cidade de João Pessoa perdeu atratividade tributária perante as capitais vizinhas que praticam alíquotas significativamente menores. A reivindicação da redução do ISS é importante para o novo cenário e sendo aprovada, será um diferencial competitivo estratégico, tornando o destino João Pessoa ainda mais competitivo, além de estimular o desenvolvimento econômico, conseguirá atrair mais eventos associativos no Centro de Convenções, fomentará a economia local, arrecadação de mais impostos para o município e fortalecerá o turismo de eventos durante todo o ano”.

 

O projeto foi encaminhado à Frente Parlamentar de Turismo da Câmara Municipal de João Pessoa que tem como presidente, o Vereador Lucas de Brito que irá dar andamento ao projeto. Segundo o parlamentar “a proposta incentiva à atração de mais congressos que são excelentes oportunidades de visibilidade e geração de negócios para a cidade, aumenta a base de arrecadação para a prefeitura de João Pessoa, incentiva a estruturação do setor, além de contribuir para a geração de empregos”.

 

O ISS atual é de 5%, e é um dos principais entraves na captação de feiras e congressos, em comparação a outras capitais nordestinas concorrentes.

 

17 cargos que cresceram diante da pandemia


 

Levantamento realizado pela Catho mapeou que as profissões de maior crescimento aparecem nas áreas de saúde, comercial , logística, supermercadista e farmácia
 A Catho realizou um levantamento para compreender os cargos de maior abertura de vagas durante a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). Segundo o estudo, que analisa os meses de março, abril, maio e junho de 2019 versus os meses de março, abril, maio e junho de 2020, cargos relacionados à área da saúde, comercial, logística, supermercadista e farmácia são as que mais apresentaram crescimento desde o início do isolamento social.
 

Ainda liderando o levantamento, está o fisioterapeuta respiratório, profissional à frente das UTIs e responsável pelo manuseio de ventiladores mecânicos, auxílio e preparo de intubação de pacientes, com crescimento de mais de 1.233%. Ainda na área da saúde, profissionais como fisioterapeuta hospitalar (841%), enfermeiro de UTI (448%), técnico em enfermagem (415%) e técnico em radiologia (381%) são os cargos de maior crescimento desde o início da implementação da quarentena.
 

Outro crescimento expressivo aparece na área comercial, em que cargos como operador de call center (253%) e executivo de vendas (123%) mantêm crescimento na abertura de vagas mês após mês.
 

Sobre a Catho
 

Com tecnologia de ponta, a Catho, empresa com mais de 800 colaboradores no Brasil, tem como missão mudar a vida das pessoas por meio do trabalho e carreira. Na empresa, diversidade e inclusão também são estimuladas e vivenciadas de verdade. Por isso, com o propósito de incluir pessoas com deficiência no mercado de trabalho, desde 2016, a Catho concede gratuidade no acesso a todas as vagas do site para profissionais com deficiência, com laudo, e reabilitados pelo INSS, abrangidos pela lei de cotas.
 

A Catho faz parte do grupo Seek, líder mundial em recrutamento online e considerada a companhia mais inovadora da Austrália. A Seek está presente na Bolsa de Valores da Austrália, além de atuar em países como China, Austrália, Índia, México, Indonésia, Nigéria, África do Sul, Hong Kong e Singapura.

Empresariado se une no combate à Covid-19 em Porto Seguro

 


Através do projeto “Árvore do Bem”, entidades ligadas ao turismo buscam recursos para aquisição de medicamentos e ajuda na ampliação de leitos de UTI

Uma iniciativa que começou entre cinco amigos - empresários e gestores da área de hotelaria e eventos - ganhou força em Porto Seguro (BA), chegou às principais entidades ligadas ao turismo e vem ajudando de maneira significativa as ações de combate ao Novo Coronavírus na região. É o projeto Árvore do Bem, que unindo esforços para buscar recursos entre as empresas e a comunidade local, pretende captar R$ 500 mil para auxiliar na implantação de mais 10 leitos de UTI na cidade, que estão sendo construídos no Hospital Neuroccor, bem como na aquisição de medicamentos para uso na UTI do Hospital Luís Eduardo Magalhães. Outra prioridade da iniciativa é a aquisiç&atild e;o de m edicamentos para apoio ao protocolo do tratamento precoce das pessoas infectadas no município.

A campanha conta com o apoio institucional da ABIH (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis), Sindhesul (Sindicato dos Hotéis do Extremo Sul da Bahia), ABAV (Associação Brasileira dos Agentes de Viagens), CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), Associação Comercial, Singtur (Sindicato dos Guias de Turismo) e Sindicato dos Taxistas de Porto Seguro. Cada pessoa ou empresa que contribuir terá seu nome impresso na Árvore do Bem e será contemplada com uma placa de reconhecimento pela ajuda.

Boa notícia

“A boa notícia é que já conseguimos metade do valor necessário para o investimento nas UTIS. Além disso, a campanha arrecadou cerca de R$ 50 mil para aquisição de medicamentos destinados ao protocolo de tratamento adotado pelo município, que estão sendo entregues à Secretaria Municipal de Saúde. E graças ao apoio das empresas e entidades, também estamos doando R$ 60 mil para a compra de um sedativo utilizado para entubação, doado para o Hospital Luís Eduardo Magalhães, que é o hospital de referência na região”, informam os organizadores da ação.

Segundo eles, “esta é uma ação humanitária e espontânea das entidades empresariais para enfrentamento da pandemia, que estão comprometidas com esse desafio. E no final vai se refletir no turismo, como o melhor patrimônio que temos a oferecer, garantido a sobrevivência de milhares de pessoas em nossa cidade”. A expectativa é que mais empresas comprometidas com Porto Seguro possam aderir nos próximos dias, incluindo importantes operadores e plataformas de turismo.

Blogs

Senac Idiomas - O mundo mudou, mude você também