Turismo & Negócios

Setur e Sebrae  fazem reunião de alinhamento para ações da Bahia

Setur e Sebrae  fazem reunião de alinhamento para ações da Bahia

 

 

O andamento de ações previstas no programa Investe Turismo Bahia, realizado em parceria pela Secretaria do Turismo do Estado (Setur) e Sebrae-BA, foram discutidas em reunião realizada nesta terça-feira (27) na Setur.

 

Entre os assuntos em pauta estavam o fortalecimento das Câmaras Técnicas Regionais, o desenvolvimento de uma nova plataforma digital para o levantamento da oferta hoteleira e duas ações promocionais para o destino Bahia, a serem avaliadas. 

 

“Foi uma reunião de alinhamento entre a Setur e o Sebrae para definir os novos passos para as ações”, explicou o subsecretário estadual do Turismo, Benedito Braga.

 

Além do subsecretário, participaram da reunião, representando a Setur, o assessor Jorge Ávila, o superintendente de Serviços Turísticos, Márcio Franco, e o diretor de Regulação e Certificação de Serviços Turísticos, Divaldo Borges. 

 

Do Sebrae-BA compareceram a coordenadora estadual de Turismo, Ana Paula Almeida, e a gestora do projeto Investe Turismo Salvador, Hirlene Pereira.  

 

Programa - Fruto de uma parceria nacional firmada entre o Sebrae, Embratur e o Ministério do Turismo, o Investe Turismo é um programa de articulação e fomento do turismo, que promove a convergência de ações e investimentos para acelerar o desenvolvimento, gerar empregos e transformar destinos. O programa abrange apoio a 27 rotas turísticas, contemplando 154 municípios de 24 estados. O valor total do recurso para todo o Brasil é de R$ 200 milhões para o período de dois anos.

 

O lançamento do Investe Turismo na Bahia aconteceu em julho. O valor do recurso do programa para o estado é de R$ 2,8 milhões, distribuídos em quatro projetos. Os municípios baianos envolvidos são Salvador, Cairu, Mata de São João e Porto Seguro/Santa Cruz Cabrália (Costa do Descobrimento).

 

 

Entre as muitas ações previstas pelo programa, em âmbito nacional, estão o apoio à realização de eventos, Famtur, Presstrip e ao desenvolvimento de plataforma digital para organização da oferta turística; consultorias de formatação de novos produtos e novos roteiros; consultoria de mapeamento e preparação dos empreendimentos com foco na Produção Associada ao Turismo e a realização de encontros de turismo.

Brasil conquista o 3º lugar geral na WorldSkills 2019

Brasil conquista o 3º lugar geral na WorldSkills 2019

 

Em evento na Rússia, potiguar fica com vigésima colocação entre competidores de 33 países, na ocupação Serviços de Restaurante

 

O Brasil ficou com o terceiro lugar entre os 63 países participantes da WorldSkills, a olimpíada mundial de profissões técnicas. A cerimônia de entrega de encerramento ocorreu nesta terça-feira (27), na Arena Kazan, um dos estádios da Copa do Mundo realizada pela Rússia.

 

Após quatro dias de provas em 56 modalidades que reproduziram o dia a dia do mercado de trabalho, os brasileiros conquistaram duas medalhas de ouro, cinco de prata, seis de bronze, assim como 28 certificados de excelência. O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) treinou 56 jovens e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) foi responsável por outros sete.

 

O Senac conquistou medalha de prata na ocupação Cuidados de Saúde e Apoio Social, com a mineira Miriam da Silva, e três certificados de excelência, registrando a melhor colocação da Instituição na história da competição. Aluno do curso de Garçom do Senac RN, o potiguar Gustavo Almeida representou o Brasil no torneio e foi vigésimo colocado entre competidores de 33 países, na ocupação Serviços de Restaurante.

 

Nesta edição, 1.354 jovens de 63 países participaram do torneio. A China, que sediará a próxima WorldSkills, em 2021, na cidade de Xangai, ficou em primeiro lugar no ranking de pontos totais. A Rússia, a anfitriã do torneio, abocanhou a segunda posição. A Coreia do Sul ficou em quarto. A delegação brasileira tem se estabelecido entre as equipes mais vitoriosas da competição. Foi a grande campeã quando o evento ocorreu em São Paulo, em 2015, pela primeira vez em um país da América Latina. Na última edição, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, alcançou o segundo lugar.

 

A WorldSkills é o maior torneio de educação profissional do planeta. A cada dois anos, jovens de até 22 anos disputam medalhas de ouro, prata e bronze em um país diferente. Cada ocupação tem provas específicas, nas quais os competidores precisam demonstrar habilidades individuais e coletivas e realizar provas em padrões internacionais de qualidade.

Sistema em Movimento leva Unidades Móveis do Senac e Sesc ao Alecrim

Sistema em Movimento leva Unidades Móveis do Senac e Sesc ao Alecrim

 

Estão sendo oferecidos cursos gratuitos de técnicas em Word, Excel e Qualidade no atendimento, bem como exames preventivos

 

 

Dentro da segunda edição do Projeto Sistema em Movimento, a Fecomércio está promovendo uma série de ações gratuitas no Alecrim, por meio das unidades móveis do Sesc e do Senac, que estão estacionadas na Avenida Presidente Bandeira, esquina entre a Marechal de Assis e a Amaro Barreto.

 

Por cerca de 90 dias, serão ministrados cursos de Técnicas Avançadas em Word, Técnicas Avançadas em Excel e Qualidade no Atendimento. Com cargas horárias que variam de 20h a 60h, os treinamentos do Senac são direcionados aos comerciários e comerciantes que atuam no bairro.

 

Matriculado no curso de Técnicas Avançadas em Excel, o Técnico em Segurança do Trabalho, Elery Costa, falou sobre suas expectativas em relação a capacitação. “Minhas expectativas são de me fortalecer para o mercado de trabalho. Em um mundo competitivo como esse que vivemos, se não tivermos informação, ficamos para trás, e, nessa era da informática, quanto mais informação técnica melhor”, disse.

 

Já a unidade móvel Sesc Saúde Mulher oferece exames preventivos gratuitos até 31 de outubro. Os agendamentos são feitos na própria unidade móvel e podem ser feitos de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h e das 12h às 16h, para mulheres de 25 a 64 anos. As interessadas devem levar cópias do RG, CPF e cartão SUS e comprovante de residência.

 

“Com o Sistema em Movimento, estamos otimizando as ações de nossas áreas de atuação em alguns dos principais polos comerciais do Rio Grande do Norte, aproximando, ainda mais, os serviços de excelência das entidades dos comerciários e comerciantes, que são nosso público-alvo prioritário”, explica o presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Queiroz.

 

Equipes da Fecomércio, do Senac e do Sesc estão realizando uma série de visitas nas empresas do polo comercial para identificar as necessidades e cadastrar os interessados de acordo com as demandas.

 

Oportunidade – Paralelo aos cursos ministrados na Unidade Móvel do Senac, cujas inscrições estão esgotadas, também estão sendo oferecidas oficinas e palestras com temas como Desenvolvimento de equipes; Estratégia de negociação para vendedor; Qualidade no atendimento; Desenvolvimento de carreiras; Como aumentar a lucratividade do seu negócio; entre outras. As inscrições podem ser feitas no Senac Alecrim (Av. Alexandrino de Alencar, 556, Alecrim).

Imperdível: últimos dias para curtir os fondues exclusivos do Outback Steakhouse

Imperdível: últimos dias para curtir os fondues exclusivos do Outback Steakhouse



Nas versões doce e salgada, novidade fica disponível nos restaurantes até dia 1º de setembro
 
No começo de junho, o Outback estreou em seu cardápio dois fondues exclusivos acompanhados  de seus  sabores  mais  amados . E quem ainda não provou essa delicia - ou quer repetir a experiência – precisa ficar atento: as duas versões, doce e salgada, ficam disponíveis nos restaurantes até o domingo, 1º de setembro. Desde o lançamento, os Fondues Outback caíram no gosto dos apaixonados pela marca. “Queremos sempre proporcionar  novas  experiências  para  os  nossos clientes,  inovando  nas  opções  do  cardápio  sem  perder  o  nosso  D NA. O fondue é um grande exemplo disso. O sucesso foi tanto que estendemos ao máximo a presença deles nos nossos restaurantes”, explica  Renata Lamarco,  diretora  de  Marketing  do  Outback Brasil.
 
Com muito bold flavour, o Fondue Outback apresenta diferenciais que o tornam ainda mais saboroso. Em vez da tradicional panela de fondue, por exemplo, o creme de queijo cheddar e a calda de chocolate são servidos  no  icônico pão  australiano  do restaurante que, para a execução do prato, é servido em formato de bowl. A opção salgada (Cheese Fondue - R$ 75), traz uma fonduta de mix de queijo cheddar com um toque de molho ranch. Os acompanhamentos são variados: filet mignon em tiras, cubos de frango grelhados, camarões empanados ao estilo Outback, fritas e os Royal Bites (cubos de Ribs empanados no mix de temperos da cebola Bloomin’ Onion). Já a opção doce (Chocolate Fondue  - R$ 60), traz o pão australiano recheado de calda de chocolate original da sobremesa Chocolate Thunder From Down Under servida com os tradicionais brownies de chocolate e doce de leite, morangos, bananas e marshmallows tostados. Quem quiser ter a experiência completa e aproveitar as duas versões, o combo com os dois sabores sai pelo preço especial de R$ 120.
 

Especial 100 anos da KLM: como era voar nos anos 1950?

 

Novas classes, acesso para mais pessoas, saideira a bordo, entretenimento às antigas, voar naquela época era muito diferente de hoje 

- No dia 7 de outubro de 2019, a KLM celebrará um século desde a sua fundação. Um ótimo momento para olhar para trás. Nas primeiras décadas de existência da KLM voar era restrito a alguns “poucos felizes”, algo difícil de imaginar hoje em dia. A partir da década de 1950, as viagens aéreas tornaram-se um pouco mais acessíveis ao público em geral. Certamente não era rotineiro, principalmente porque as passagens ainda eram muito caras. O que alcançamos nos últimos 100 anos? A indústria cresceu, e a KLM e outras companhias aéreas aproveitaram essas mudanças. Foi nessa época, e os motivos listados abaixo são alguns, que o transporte aéreo deu um salto adiante até o momento em que estamos hoje, de viagens popularizadas. 

Classe Turística 
Seguindo o exemplo de outras companhias aéreas, a KLM introduziu uma segunda classe de viagens em 1952. A classe turística tinha mais assentos na cabine e o serviço era menos elaborado para esses passageiros. As passagens eram mais baratas, permitindo que mais pessoas viajassem de avião. Isso criou o fenômeno na época, de pessoas reservando suas férias para destinos mais longe de casa. Não é como se as pessoas estivessem voando para Barcelona no fim de semana, mas esse foi um grande avanço nos dias de reconstrução pós-guerra. Logo depois, em 1958, os preços das passagens caíram ainda mais quando a classe econômica foi introduzida, permitindo que ainda mais pessoas voassem pelo mundo. 

 

Voo das noivas 
Durante a primeira década da indústria da aviação, as corridas aéreas eram organizadas regularmente para aumentar a confiabilidade e a inovação tecnológica. A KLM competiu nestas corridas, muitas vezes com sucesso. Um exemplo foi a Last Great Air Race, realizada entre Londres, Inglaterra, e Christchurch, na Nova Zelândia, em 1953. A KLM venceu esta corrida na categoria comercial, completando-a em cerca de 44 horas. Naquela época, isso era um feito impressionante. O voo de 1953 também foi especial. Havia um grande grupo de jovens mulheres a bordo, viajando para a Nova Zelândia para conhecer seus futuros maridos. Esta jornada tornou-se mais tarde conhecida como o “voo das noivas”, o que gerou uma grande publicidade na época e mais tarde virou tema de um livro e um filme. Hoje em dia, a mesma viagem leva 24 horas para ser concluída. 

 

Casas em miniatura Delft 
Para se diferenciar de outras companhias aéreas nos anos 1950, a KLM começou a apresentar aos passageiros da Primeira Classe uma lembrança, quando era proibido dar lembranças de qualquer tipo para quem viajasse. A KLM então mudou o enfoque de lembrança para a “última bebida da casa” ou a saideira, pode-se dizer, assim como alguns restaurantes e bares oferecem. Em vez de servir essas bebidas em um copo, a companhia as servia em uma casa em miniatura que os passageiros eram convidados a levar para casa. Várias formas foram testadas até que a primeira casa em miniatura em porcelana Delft foi introduzida em 1952. Isso levou a uma tradição que acabou se tornando um dos itens de colecionador mais emblemáticos da aviação. Atualmente, mais de 800.000 casinhas são distribuídas aos clientes. Este ano, a KLM apresentará sua centésima casinha -- um marco muito especial para a companhia. 

 

Entretenimento 
A bordo, muito mudou desde os anos 1950. Voar costumava ser uma experiência única, mas hoje é um modo de transporte mais cotidiano. Pode haver menos espaço a bordo hoje em dia, mas há mais entretenimento disponível. Em viagens mais longas, todos os passageiros têm acesso ao seu próprio sistema de entretenimento a bordo. Esse certamente não foi o caso nos primórdios, onde os passageiros passavam o tempo lendo livros, jornais e revistas, ou conversando com a tripulação e seus companheiros de viagem. Também não havia praticamente nenhum contato entre quem estava no avião e o mundo exterior, que está mudando gradualmente à medida que o acesso à Internet se torna mais comum a bordo. Resumindo, voar nos velhos tempos não era quase nada como hoje. 

 

Nostalgia 
Para resumir, nostalgia! Os anos 1950 foram de transição para a aviação, de um período exclusivo em que as viagens aéreas eram reservadas para a elite, até o dia atual em que o voo é acessível a muitos. Com a introdução de novas classes de viagens, os locais mais distantes tornaram-se menos desejo e mais possibilidade, mas as viagens aéreas certamente ainda não estavam ao alcance do público em geral. A KLM participou de várias corridas, que continuaram a atrair muita atenção, mas se tornaram cada vez mais raras. Para garantir a lealdade dos passageiros, as companhias aéreas procuravam formas de dar às pessoas uma memória duradoura do seu voo. As pessoas que viajavam na classe econômica naqueles dias já não correspondiam às mesmas dos primeiros anos da aviação. Mas a década de 1950 abriu a porta do avião para mais indivíduos, permitindo-lhes voar pela primeira vez e quantas mais quisessem. 
A KLM olha para o passado com nostalgia e aprendizado, ao mesmo tempo que é essencial analisar e celebrar o que vem pela frente. O que o futuro nos reserva? 
 

Governo, Fecomércio e trade turístico tratam de ações de melhoria para o Turismo

 

 

A Governadora Fátima Bezerra, acompanhada de equipe de secretários do Estado, esteve reunida nesta segunda-feira, 26, com o presidente da Federação do Comércio de Bens Serviços e Turismo (Fecomércio/RN), Marcelo Queiroz, e representantes do trade turístico para tratar de ações e investimentos que possam melhorar o Turismo no Rio Grande do Norte. 
 
Questões de segurança, licenciamentos ambientais, ações de incentivos fiscais, incentivos a novos investimentos, conclusão de obras de infraestrutura, reformas e readequações de equipamentos turísticos foram alguns dos temas discutidos durante a reunião que tratou o Turismo como um dos pilares econômicos do RN e instrumento de transformação social. Na ocasião, a Fecomércio apresentou e entregou um plano de ações contendo possibilidades de negócios no setor e os principais problemas que a cadeia enfrenta. O plano considera ainda as ações promocionais do destino potiguar em feiras nacionais e internacionais, a busca por soluções que destravem o problema da malha aérea, como o novo decreto que reduz o ICMS e o querosene de aviação (QAV), além da busca de parcerias junto à iniciativa privada e à Prefeitura do Natal para o fomento e atração de novos voos e incremento da malha nacional.
 
"As sugestões discutidas hoje são muito adequadas. Não tenho dúvidas que é desejo de todos trabalhar de mãos dadas para que possamos alavancar o turismo no RN. Sonho, se brincar mais que vocês, em ver o turismo decolando, já que promover a área é gerar emprego e melhoria de arrecadação da receita do Estado", frisou Fátima. Ela ponderou a crise fiscal financeira na qual o Estado se encontra e destacou a importância de somar as agendas para o setor, afirmando que a continuidade do debate ocorrerá, de forma mais técnica, por meio das Câmaras setoriais do Governo e da Fecomércio. “A maioria das ideias estão em sintonia com nosso programa de Governo”, acrescentou.
 
Marcelo Queiroz disse que a entidade criou recentemente, por compreender a importância do setor para a economia e desenvolvimento do RN, a Câmara Setorial de Turismo, a qual tem caráter consultivo e agrega diversos representantes da área. “Nossa Câmara se reuniu e viu algumas dificuldades que o setor enfrenta em seu dia a dia e trouxe para discutir, dialogar e sugerir ao Governo do Estado. Foi uma reunião muito boa com a presença da governadora e de muitos secretários. Saímos daqui felizes, pois muitas das ações sugeridas foram aceitas, outra parte já estavam nas ações do Governo, algumas já estão sendo tocadas e, sobretudo, pela maneira que foi conduzido o encontro, com diálogo aberto e franco”, afirmou o presidente da Fecomércio.
 
Além dos já citados, também participaram da reunião: George Costa, coordenador da Câmara de Turismo da Fecomércio/RN; Paulo Galindo, Presidente do Síndica de Hotéis, Bares e Restaurantes; José Odécio, Presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Hotéis do RN (ABIH/RN); Francisco Barbosa, presidente executivo do Natal Convention Bureau; Abdon Gosson, presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagens do RN (ABAV/RN); Artur Fontes, presidente da Abrasel; Junior Câmara, presidente do Sindetur; Neiwaldo Guedes, presidente do Conselho Curador do Natal Convention Bureau; e os gestores estaduais Ana Maria Costa (Setur), Jaime Calado (Sedec), Cel Araújo (Sesed), Gustavo Coelho (Infraestrutura), Bruno Reis (Emprotur), Crispiniano Neto (FJA), Leonlene Aguiar (IDEMA) e Manoel Marques (DER).
 
 FOTOS: DEMIS ROUSSOS

Blogs

Natal tem noite chuvosa com trovões e relâmpagos