Turismo & Negócios

21/05/2019 09:23

CEO da IATA traz recomendações para alavancar o valor da aviação no Brasil

 

 Alexandre de Juniac, diretor geral e CEO da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA - International Air Transport Association), visitou o Brasil recentemente para se reunir com vários representantes de alto nível do governo brasileiro e de instituições estatais.

A aviação atualmente contribui com cerca de US$ 18,8 bilhões para o PIB anual brasileiro e gera mais de 800 mil empregos no país. Porém, o mercado de aviação no maior país e economia da América Latina tem um grande potencial de crescimento, principalmente em termos de conectividade doméstica e diversificação de conexões internacionais. Para isso, a IATA recomenda:

  • Eliminar a política de preços de paridade de importação para o combustível de aviação. Embora mais de 90% do combustível de aviação consumido no Brasil seja produzido localmente, devido à política regulatória local, o preço é calculado como se fosse importado do Golfo do México. Além disso, com a falta de concorrência interna no mercado de combustíveis, o custo adicional para as companhias aéreas chega a US$ 300 milhões, o que, por fim, afeta o preço das passagens aéreas.
  • Manter e expandir a política de liberdade tarifária, permitindo que as companhias aéreas atendam à demanda crescente dos consumidores. Os consumidores merecem opções e as companhias aéreas estão respondendo a essa demanda oferecendo transparência nos preços e serviços personalizados. A aprovação da Resolução 400 em 2016 no Brasil permitiu que as companhias aéreas atendessem a essa demanda. A restrição dessa liberdade provavelmente causaria aumento de custos e menores opções aos consumidores.
     
  • Seguir os padrões globais de proteção ao consumidor. O Brasil precisa estar alinhado aos padrões globais de responsabilidade das companhias aéreas, principalmente em questões como atrasos e cancelamentos de voos por motivos de força maior. A estrutura global foi estabelecida na Convenção de Montreal de 1999 (MC-99), da qual o Brasil é signatário, e cuja participação foi ratificada em 2006. As companhias aéreas que operam no Brasil continuam enfrentando um número excessivo de ações judiciais, resultando em danos financeiros e, às vezes, danos morais, devido a atrasos e cancelamentos de voos que estão fora do controle da empresa aérea. Esta prática é injusta e aumenta consideravelmente o custo da viagem para todos, pois estes custos precisam ser recuperados. 
     
  • Contínua modernização dos aeroportos brasileiros e espaço aéreo. Esse processo precisa avançar e, ao mesmo tempo, garantir que os novos modelos de concessão cumpram suas promessas de maior eficiência e menores custos para as companhias aéreas e os viajantes. A privatização dos aeroportos é uma opção viável, mas o modelo atual enfatiza a seleção da proposta que ofereça o maior valor ao governo. O ideal é que os aeroportos operem como um catalisador para o desenvolvimento econômico das suas comunidades, fornecendo infraestrutura moderna e eficiente a custos razoáveis para as companhias aéreas. Além disso, o gerenciamento do espaço aéreo brasileiro precisa continuamente ser mais eficiente para um maior alinhamento às melhores práticas globais. Isto se aplica principalmente à região que cobre o sistema de múltiplos aeroportos de São Paulo.

"Nas conversas que tive em Brasília, enfatizei que as atuais políticas do governo estão prejudicando o país quanto aos potenciais benefícios econômicos e sociais que um setor saudável da aviação pode trazer. O alto custo de fazer negócios para nossa indústria no Brasil deve ser enfrentado. As melhorias na eficiência e capacidade do espaço aéreo devem continuar. E as leis de proteção ao consumidor do país devem estar alinhadas às melhores práticas globais. Se o governo puder trabalhar com o setor na formulação de políticas que apoiem essas mudanças fundamentais, a melhora na conectividade dará o impulso necessário às perspectivas para a economia do Brasil", disse Alexandre de Juniac, Diretor Geral e CEO da IATA.

Enquanto Alexandre de Juniac esteve no Brasil, a IATA divulgou seu estudo mais recente sobre o valor do transporte aéreo no Brasil. A IATA estima que a demanda global por transporte aéreo dobrará nos próximos 20 anos. Enfrentar os desafios atuais no Brasil pode melhorar o ambiente operacional e regulatório. Isso permitirá que o número total de empregos promovidos pela aviação no país supere a marca de 3 milhões até 2037, com a contribuição de US$ 88 bilhões para o PIB do país e quase 500 milhões de passageiros por ano.

"Eu digo que a aviação é o negócio da liberdade porque permite que as pessoas levem uma vida melhor, conectando famílias e amigos. A aviação é um catalisador do crescimento econômico, social e educacional. A população do Brasil vai além de 200 milhões de pessoas, mas atualmente são 100 milhões de passageiros por ano. Com a infraestrutura rodoviária e ferroviária do país, o fortalecimento da conectividade por meio da aviação é a melhor maneira de ligar esse vasto país internamente e com o mundo", comentou Alexandre de Juniac.

Durante a sua visita a Brasília, Alexandre de Juniac falou com representantes dos Ministérios da Defesa e da Infraestrutura, com os presidentes do Supremo Tribunal e da Câmara dos Deputados e com a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

Sobre a IATA

A IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo) representa cerca de 290 empresas aéreas que abragem 82% do tráfego aéreo global. Para mais informações sobre a IATA visite www.iata.org.

20/05/2019 09:16

Com apoio da ABAV, IATA vai capacitar agentes de viagens para novos serviços 

 

Aprimorar os serviços prestados pelas agências de viagens, por meio de novas ferramentas para garantir processos mais inteligentes e eficientes. Com esse objetivo a IATA (Associação Internacional de Transportes Aéreos) promove, a partir deste mês de maio, workshops com amplo conteúdo técnico para capacitar profissionais do setor. A ação é uma parceria com a ABAV Nacional (Associação Brasileira de Agências de Viagens) e foi planejada, também, para estreitar ainda mais o relacionamento com o trade.

No formato de roadshow, serão apresentados detalhes da nova geração dos sistemas de liquidação da IATA, o Newgen ISS, que será implantado no Brasil, em outubro. A tecnologia aprimora os serviços e soluções de liquidação financeira, tornando-os mais rápidos, seguros, rentáveis e relevantes para companhias aéreas e agentes de viagens. Também serão abordados os novos relatórios de faturamento que serão substituídos no início do segundo semestre, assim como o NDC – New Distribution Capability da IATA.

Os primeiros workshops acontecem nos dias 21 e 22 de maio, em São Paulo (vagas esgotadas) e no Rio de Janeiro, respectivamente. Interessados devem inscrever-se, antecipadamente, neste link. A IATA ainda planeja levar a ação para outras praças do País em datas que serão definidas oportunamente, contando com o apoio das ABAVs estaduais.   

 

 Sobre a IATA

A IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo) representa cerca de 290 empresas aéreas que abragem 82% do tráfego aéreo global. Para mais informações sobre a IATA visite www.iata.org.

 

 Sobre a ABAV

A ABAV (Associação Brasileira de Agências de Viagens) está presente em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal, com uma base composta por 2,2 mil empresas associadas, entre agências de viagens, operadoras e consolidadoras, que respondem por cerca de 80% da movimentação de vendas do setor de viagens e turismo no país.

 

20/05/2019 08:58

Air Europa anuncia quatro novos destinos para o verão europeu

Air Europa anuncia quatro novos destinos para o verão europeu

 

De junho a setembro, companhia voará para Copenhague, Estocolmo, Atenas e Alghero

A Air Europa expande sua rede no próximo verão com quatro novas rotas pela Europa: Copenhague (Dinamarca), Estocolmo (Suécia), Atenas (Grécia) e Alghero (Itália); com isso, a companhia passa a operar em 17 destinos europeus. A incursão da divisão aérea da Globalia na Escandinávia e na Grécia, bem como uma maior presença na Itália, começará em meados de junho e durará até meados de setembro.

Para Copenhague e Estocolmo, a Air Europa voará com três frequências semanais, já para Atena e Alghero as frequências serão às quintas e domingos, todas saindo de Madri (Espanha).

 

Com a abertura destas quatro novas rotas, a Air Europa aumenta substancialmente a sua rede europeia e oferece mais opções de voo aos seus passageiros, que garantem através do hub de Madrid, mais opções de conexões internacionais.

Sua nova operação em Copenhague, Estocolmo e Atenas é a estreia da companhia aérea nos respectivos países, enquanto na Itália já opera em Roma, Milão e por pouco mais de um ano também em Veneza.

 

 COPENHAGUE

Terça-feira, Quinta-feira e sábado

Madrid-Copenhague

10h15 – 13h20

Copenhague-Madrid

16h20 – 19h30

                     

 ESTOCOLMO

Segunda-feita, Quarta-feira e Sábado

Madrid-Estocolmo

09h30 – 13h10

Estocolmo-Madrid

16h10 – 20h

 

ATENAS

Quinta-feira e Domingo

Madrid-Atenas

09h45 – 14h

Atenas-Madrid

17h00 – 19h50

 

ALGUERO

Quinta-feira e Domingo

Madrid-Alguero

17h10 – 19h

Alguero.Madrid

19h50 – 21h55

Sobre a Air Europa

Fundada em 1986, a Air Europa Linhas Aéreas é membro da aliança global Skyteam e a única aérea espanhola privada com mais de 25 anos de experiência em voos regulares. A companhia integra a rede Globalia, 3º maior grupo de turismo da Europa e 1º da Espanha. Sua frota de 50 aeronaves voa diretamente para 48 destinos – 15 nas Américas, 13 na Europa/Norte da África e 20 na Espanha. Há 15 anos no Brasil, atualmente opera doze voos semanais diretos para Madri, partindo de três cidades brasileiras. Sete a partir de Guarulhos (SP), diários, três de Salvador (BA), às terças, quintas e sábados e três de Recife (PE), às segundas, sextas-feiras e sábados. Recentemente, a Air Europa adicionou a cidade de São Paulo à sua rede de destinos Dreamliner, passando a operar seu voo diário com um Boeing 787-8, uma das aeronaves mais modernas da atualidade. Para mais informações sobre a Air Europa, acesse: www.aireuropa.com.

20/05/2019 08:45

510 mil brasileiros embarcaram em Cruzeiros Marítimos pelo mundo em 2018

 

Caribe e Europa são os destinos internacionais mais procurados

 

 

Em 2018, 510 mil brasileiros embarcaram em navios de cruzeiros dentro e fora do país, número quase 15% maior do que em 2017. É o que mostra um estudo anual da Cruise Lines International Association (CLIA), que traça o perfil de cruzeiristas em todo o mundo, com métricas diferentes das utilizadas pela CLIA Brasil, que traz dados por temporada (novembro a abril).

 

“O brasileiro tem tudo a ver com os cruzeiros. São pessoas que amam viajar e que, independente do momento em que estão vivendo, prezam por dias de descanso e diversão. Aliado a isso, os navios são sempre excelentes opções de custo x benefício, o que permite que esse tipo de viagem se adeque ao bolso de casa pessoa. Além disso, uma pequena melhora na economia já surte um grande impacto na demanda de cruzeiristas, junto aos associados CLIA no mundo todo, tanto que devemos crescer dois dígitos na temporada que acabou em abril, e para 2019/2020, com um navio a mais na costa brasileira, a oferta vai crescer e deve chegar a 530 mil leitos”, disse Marco Ferraz, presidente da CLIA Brasil.

 

Está claro que muitos brasileiros gostam de viver experiências sobre as águas e de aproveitar o que um cruzeiro oferece de melhor: aliar custo, benefício, segurança e muito entretenimento em um mesmo produto. Mas para onde esse meio milhão de pessoas navegou no ano passado? Em primeiro lugar aparece a própria costa brasileira, que também mensura roteiros pela América do Sul, com 315 mil viajantes, 13% a mais que no período anterior.

 

Mas quando falamos de destinos internacionais, o Caribe é o preferido dos brasileiros, com 111 mil cruzeiristas, o que representa um crescimento de 7%. Muitos fatores contribuem para isso, entre eles a diversidade de destinos da costa caribenha. De Barbados à Jamaica, de St. Lucia às Bahamas, de Guadalupe à Trinidad e Tobago, são oferecidos roteiros que permitem que as pessoas cheguem a muitos lugares paradisíacos que estão próximos, mas que viajando isoladamente custariam muito mais ou teriam que ser conhecidos em viagens diferentes.

 

Em seguida, a Europa mostra que é querida pelos brasileiros, não apenas pelos ares, mas também pelos mares, recebendo quase 49 mil cruzeiristas do Brasil, distribuídos entre roteiros pelo Mediterrâneo Central e Ocidental (21 mil pessoas), Leste do Mediterrâneo, (17 mil cruzeiristas), países Bálticos, (5 mil brasileiros) e Norte da Europa (6 mil pessoas).

 

Vale destacar os cruzeiros de Travessia, que foram escolhidos por mais de 22 mil pessoas. Eles acontecem a cada início ou término de temporada, quando os navios saem do destino atual e seguem rotas que atravessam oceanos, como as dos antigos transatlânticos, para chegar no local onde começará um novo período de navegação. Essa viagem, que é mais longa, pode ser muito vantajosa para os turistas que querem conhecer diversos lugares com excelente custo-benefício, além de ser possível fazer apenas alguns trechos desses roteiros, com possibilidades de embarque em diferentes cantos do mundo.

 

O estudo ainda traz África e Oriente Médio, que, juntos, receberam 4,5 mil brasileiros pelo mar, além do Alasca, que foi procurado por quase 3 mil cruzeiristas do Brasil. Esses números, que apresentam uma crescente nos dois últimos anos, vão ao encontro de um recente estudo, também da CLIA (Cruise Line International Association), que traz a procura por destinos exóticos e menos acessíveis como uma tendência para este ano.

 

Para finalizar, foi traçado um breve perfil desses viajantes, que mostra que a idade média entre os cruzeiristas brasileiros é de 44 anos, e que essas pessoas optaram por viagens com duração de 7 dias, na maior parte das vezes.

 

 

Sobre a CLIA Brasil

A CLIA Brasil (Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos) é um dos 15 escritórios mundiais da Cruise Lines International Association, voz unificada e principal autoridade da comunidade global de Cruzeiros Marítimos.

 

A missão da CLIA é apoiar políticas e práticas que promovam um ambiente seguro, saudável e sustentável nos navios de Cruzeiros para os mais de 23 milhões de passageiros que viajam anualmente, bem como promover a experiência de viagem dos cruzeiros.

 

Seus membros, comprometidos com o continuado sucesso da indústria de cruzeiros, estão compreendidos entre as linhas mais prestigiadas do mundo em Cruzeiros Marítimos, Fluviais e de Especialidades; uma comunidade de agentes de viagens altamente treinados e certificados; e outros parceiros da indústria de cruzeiros, incluindo portos, destinos, desenvolvedores de navios, fornecedores, prestadores de serviços e operadores de viagens.

 

20/05/2019 08:42

Comunicado Jornalista Cristina Lira

Desde o dia 15 de maio me desliguei da Assessoria de Comunicação da Emprotur ( Empresa Potiguar de Promoção Turística do RN), em virtude de novos projetos que demandam maior disponibilidade de tempo. Estarei à disposição para continuar colaborando com a divulgação do Turismo do estado do Rio Grande do Norte.

17/05/2019 11:22

Samsung oferece painéis de LED para transformar o seu negócio

Samsung oferece painéis de LED para transformar o seu negócio

 

 

Série IF traz comunicação visual eficiente para ambientes corporativos

 

 A Samsung, por meio dos novos painéis de LED da série IF – IF015H (1.5mm), IF025H-E (2.5mm) e IF040H-D (4.0mm), disponibiliza ao mercado diversas facilidades para aplicações dessas telas no ambiente corporativo. O objetivo da linha é garantir uma comunicação visual eficiente para marcas parceiras e, consequentemente, uma melhor experiência de uso para o usuário. 

 

Embarcados com a avançada tecnologia de processamento de vídeo da Samsung, com o refinamento de imagens HDR (High Dynamic Range), os novos painéis reproduzem os conteúdos com altíssimo nível de realidade e detalhamento, o que os tornam opções ideais para negócios de diversos segmentos.

 

Com as telas da Série IF da Samsung, as empresas podem ajustar a configuração das cores na tela de acordo com as suas necessidades. As telas utilizam sintonização em tempo real para garantir consistência de cores e claridade elevada e minimizar as distrações do público.

 

“A oferta de soluções com foco no ambiente profissional fica ainda mais completa com a nova linha de painéis de LED da série IF da Samsung. Trabalhamos para levar ao mercado a melhor tecnologia e, consequentemente, oferecer subsídios para aprimorar a comunicação visual das marcas”, diz Kauê Melo, diretor da divisão de B2B e monitores da Samsung Brasil.

 

Para mais informações, acesse: http://www.samsung.com/br/business/

 

Sobre a Samsung Electronics Co., Ltd.

A Samsung inspira o mundo e cria o futuro com ideias e tecnologias inovadoras. A companhia está redefinindo o mundo de TVs, smartphones, wearables, tablets, eletrodomésticos, sistemas de conexão e memória, sistema LSI, fundição de semicondutores e soluções LED. Para saber mais sobre as últimas notícias, por favor, visite a Sala de Imprensa da Samsung em http://news.samsung.com/br

 

 

 

 

*O conteúdo deste blog não representa necessariamente a opinião do portal.

Turismo, mundo business e tendências de mercado Blog Turismo & Negócios, da jornalista de Turismo, Cristina Lira, formada em Comunicação - Jornalismo pela Universidade de Brasilia ( UnB) dará dicas de viagens, gastronomia, enoturismo, feiras de turismo, MICE e muito mais, além de divulgar o mundo business, tendências do mercado, da tecnologia, da energia, biocombustivel e petróleo!. Neste espaço vamos divulgar as news de Natal, do Brasil e Mundo. Noticias podem ser enviadas para o email lira_cris@hotmail.com Instagram @cristinaliraturismo

MAIS ACESSADAS