A Grande Resenha Esportiva FACIT foi o primeiro programa de debate esportivo da TV brasileira. Idealizada pelo intrépido Walter Clark, era exibida ao vivo, todo fim de noite de domingo após os jogos direto dos estúdios da TV Globo, no Jardim Botânico. Participavam do programa os jornalistas João Saldanha e Luiz Mendes (botafoguenses), José Maria Scassa (flamenguista), Nelson Rodrigues (tricolor), Vitorino Vieira (vascaíno) e Armando Nogueira, embora botafoguense, era o neutro, o mais equilibrado nas discussões, sendo um mediador.

Depois de um Fla-Flu, em 20.03.1966, em que o rubro-negro da Gávea aplicou um sonoro 4x1 nos Fluminense pelo Torneio Rio-São Paulo, toda a expectativa era a gozação que o Scassa ia fazer para cima do Nelson Rodrigues. Iniciado o programa, a palavra foi dada a José Maria Scassa que, eufórico, começou a chacota e, depois de muito gozar dos tricolores, disse: “eu quero passar a palavra para o perdedor do jogo, o Nelson Rodrigues, e lembrar que desde o tempo da Arca de ‘Moisés’ nunca houve uma goleada tão sublime, tão maravilhosa num Fla-Flu”.

Diante do descuido do opositor, o dramaturgo esqueceu a goleada e mudou o foco da discussão: “Tudo bem, Scassa. Agora, protesto veementemente diante dessa adulteração, com esse roubo literário que você está praticando contra o pobre do Noé. A arca foi do Noé!”.

O debate que todos esperavam não aconteceu. Inteligentemente, durante todo o programa, Nelson Rodrigues se esquivou e ressuscitou a polêmica sobre Moisés e Noé, e Saldanha apoiou a discussão com ares de galhofa.

Créditos de Imagens e Informações para criação do texto: História do jornalismo esportivo na TV brasileira (Alberto Léo).