Um grupo de entusiastas da história da aviação no Rio Grande do Norte, com apoio do Centro Cultural Trampolim da Vitória (CCTV), em Parnamirim, e do Portal Turístico Maracajau, encontraram o local da queda de um avião Catalina (PBY-5) utilizado na segunda guerra mundial, no litoral norte potiguar.

Acredita-se que o avião era do esquadrão VP-83, sediado em Natal e que teria sofrido o acidente em junho de 1942, deixando sete vítimas fatais e três sobreviventes. A aeronave encontra-se a cerca de 1.000 metros da costa, próximo a Maxaranguape/RN, a 50 km da capital.

Na segunda-feira, 13 de junho, no CCTV, em Parnamirim, serão apresentados vídeos e fotos dos destroços do Catalina, localizado pelo mergulhador Paul Bouffis do Portal Turistíco de Maracajau, há poucos dias. Ele apresentou as imagens ao curador do espaço, o pesquisador Fred Nicolau, que identificou como sendo uma aeronave e baseado nos dados que existem, ser o Catalina desaparcido.

No livro, a “História da aviação do Rio Grande do Norte”, o autor Paulo de Viveiros relata o acidente e conta que pescadores prestaram socorro e guarita aos militares sobreviventes, até a chegada do resgate.

De acordo o relatório do acidente, o PBY-5A foi considerado perdido no mar, com a seguinte conclusão:

Avião caiu sob forte rajada de chuva. Piloto acreditava que o avião estava voando baixo. A configuração de energia havia sido aumentada anteriormente para mais de 70% da potência. Avião perdeu altitude e caiu na água com o nariz para baixo, possivelmente com a asa para baixo. Causa mais provável do acidente: voando a baixa altitude sob chuva forte e ar agitado, o piloto perdeu temporariamente o horizonte e colocou o avião para pousar na água.

Atualizado: 11/06/2022, às 10h00.

 

PBY-5A do VP-83 em Parnamrim Field (Acervo do autor)