Cultura no Ponto

Jornalista potiguar media live com Zeca Baleiro e Yrahn Barreto

Jornalista potiguar media live com Zeca Baleiro e Yrahn Barreto

Nesta terça-feira, 29, às 20h, o cantor e compositor potiguar Yrahn Barreto realiza uma live com Zeca Baleiro. Nela, os artistas discutirão o processo de produção, gravação e composição das músicas do álbum “Som no Isolamento”, gravado por Yrahn durante a pandemia. 

Lançada pelo selo DoSol em grandes plataformas de streaming em junho de 2021, “Som no Isolamento” contou com a produção do cantor maranhense. Durante a live, Zeca e Yrahn também vão falar sobre a parceria nas faixas "Mares meus" e "Se eu fizer uma canção".

O primeiro encontro entre os artistas foi em 2020, durante o Festival Sérgio Sampaio.

A live será mediada pelo potiguar, jornalista e pesquisador musical Abner Moabe e transmitida pelos perfis do Instagram de Abner (@abnermoabe), Zeca (@zbaleiro) e Yrahn (@yahnbarreto), e também no canal de Yrahn no YouTube

Pianista Isadora Rezende é a atração do Som da Mata online deste domingo

Fotos: Tiago Lima

Pianista Isadora Rezende é a atração do Som da Mata online deste domingo

A pianista Isadora Rezende é a atração do Som da Mata deste domingo (27), às 16h30, transmitido pelas plataformas digitais do projeto. Isadora começou a estudar piano aos seis anos de idade e participou do seu primeiro recital solo aos sete. Em 2015, foi convidada pelo professor Miguel Proença a se apresentar no Espaço BNDES no Rio de  Janeiro, no concerto Jovens Talentos. Em 2016, alcançou a primeira colocação em sua categoria no Concurso Steinway-Caio Pagano, realizado pela USP – Ribeirão Preto e, em 2018, obteve novamente essa colocação no Concurso Souza Lima, em São Paulo.

Em 2019, foi solista de “Com amor, Mozart”, executando o concerto em ré menor de Mozart, e foi também solista convidada para a temporada oficial da Filarmônica da UFRN. Neste mesmo ano, foi selecionada como bolsista do Festival Orford Musique, em Montreal (Canadá), e do FEMUSC - Festival  de Música de Santa Catarina, um dos mais importantes da América Latina. 

Integrando o grupo de finalistas do Concurso Jovens Talentos Mansueto Barbosa 2019 em Fortaleza/CE, conduziu o documentário “Quando as Nuvens Eram Nossas – Retratos da Vida e Obra de Oriano de Almeida” e realizou o recital “Isadora e Oriano”. Em 2020, obteve a segunda colocação no Concurso Promúsica, recebeu o Prêmio Revelação no Concurso Sinos-FIMUCA, e foi indicada ao 18º Prêmio Hangar, também na categoria Revelação Musical.

O projeto Som Da Mata acontece graças à renúncia fiscal da Prefeitura do Natal, através da Lei Djalma Maranhão e do aporte financeiro da Unimed Natal, além do apoio do Governo do Estado, através do Idema e da Padaria Hora do Pão.

 

Show de Isadora Rezende

Produção audiovisual: Tiago Lima

Plataformas: Instagram (@Somdamata) | Facebook (Som Da Mata) | Youtube (Som Da Mata)

Publicação: 27 de Junho, às 16h30

Henrique Fontes lança livro Dramaturgia do Desejo: 3 Peças de Amar

Henrique Fontes lança livro Dramaturgia do Desejo: 3 Peças de Amar

A obra contém três peças sobre desejo e amor homoerótico. O lançamento será no dia 28, às 20h, de forma online, em parceria com Pandêmica Coletivo Temporário de Criação

Vencedor do Prêmio Shell de Melhor Dramaturgia pela peça A Invenção do Nordeste, do Grupo Carmin, o ator e dramaturgo Henrique Fontes lança seu primeiro livro solo: Dramaturgia do Desejo – 3 peças de amar. Politizando o tema da sexualidade e trazendo questões individuais de sujeitos LGBTQIA+, Fontes une em sua obra três peças, sendo duas inéditas, sobre desejo e amor homoerótico: A Mar Aberto (2008), Eu e Vc (2019) e The Andy (2020). O livro tem patrocínio da Lei emergencial Aldir Blanc do Governo Federal, através do edital da Fundação José Augusto, Governo do RN.

O lançamento acontecerá no próximo dia 28, data escolhida por ser o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, às 20h, no canal do YouTube do Pandêmica Coletivo (youtube.com/PandemicaColetivoTemporario). Para participar, é necessária a retirada de ingressos na plataforma sympla (https://www.sympla.com.br/lancamento-e-pre-venda-de-dramaturgia-do-desejo-3-pecas-de-amar__1252100). O evento contará com leituras dramáticas de trechos das peças, feitas pelos atores Doc Câmara, Juracy Oliveira e Maurício Lima, seguido de um bate-papo com o autor, mediado pelo ator Mateus Cardoso.

Para Henrique, a junção dessas três obras teatrais em uma mesma publicação tem a potência de traçar, através da dramaturgia, um panorama de enfrentamentos da comunidade LGBTQIA+ brasileira. “Essa população tem sido alvo diário de ataques, assassinatos e todo tipo de discriminação no Brasil contemporâneo. Vem adoecendo e, assim como o restante da população mundial, tem dificuldade em amar e viver plenamente seus desejo”, afirma.

A capa do livro é ilustrada pela aquarela “Atracar”, do artista potiguar Daniel Torres, e é inspirada na peça A Mar Aberto, que abre o livro. O texto tem influência direta na obra “Grande Sertão-Veredas”, e faz uso de neologismos típicos da obra de Guimarães Rosa, transcriando um conflito de desejo de um pescador de 60 anos por um jovem estudante de 19. Já em Eu e Vc, conhecemos Georges e Henfil, dois atores de classe média que discordam politicamente, mas vivem um amor intenso, em meio ao caos das eleições de 2018 e a nova escalada dos casos de Aids no Brasil. A terceira e última peça que compõe o livro, escrita durante a pandemia, conta a história de um homem gay de 50 anos, que nunca conseguiu viver o amor e sua sexualidade de maneira plena, e escolhe um quarto de hotel para tirar sua própria vida, mas é tomado por uma coragem e antes de completar o ato declara seu amor pelo jovem André.

“Desde 2018, frente à escalada de declarações homofóbicas dos próprios líderes políticos, o processo de adoecimento mental e desamor tem impactado as vidas dessa população de Norte a Sul. Essas peças são um instrumento para manter essas questões em evidência e em debate. Com estilos que vão desde uma obra épica regionalista até uma auto-ficção de marca intimista, uma vez publicadas, podem ser distribuídas por vários lugares do Brasil e, quem sabe, ganharem montagens ou leituras dramáticas envolvendo jovens e adultos, para além do teatro”, finaliza.


Lançamento e pré-venda: Dramaturgia de Desejo: 3 Peças de Amar
Dia: 28.06.21, às 20h
Livro retirado em Natal: R$25,00
Livro entregue para todo o Brasil: R$35,00.
Arte da Capa: Obra “Atracar” de @danieltorresartes
Contato: dramaturgobrasileiro@gmail.com ou 84 98150-9009

Bisteca & Bochechinha voltam a ser as atrações do Bosque Encena virtual

Fotos: Tiago Lima

Bisteca & Bochechinha voltam a ser as atrações do Bosque Encena virtual

A versão virtual do Bosque Encena deste domingo (27), às  10h, traz a alegria dos palhaços Bisteca & Bochechinha, do grupo Brinquedos e Brincadeiras, com o espetáculo "A brincadeira vai começar".

A apresentação tem em seu enredo a preservação da magia do Circo através de números clássicos, músicas autorais e a participação do mágico Bisteskoviski, um show dinâmico e interativo para toda família.

A dupla de palhaços surgiu no ano de 2003 com a proposta de oferecer ao público infantil um espetáculo que preservasse a magia do circo, reunindo brincadeiras, teatro de bonecos, mágica e muito bom humor.

O projeto Bosque Encena acontece graças à renúncia fiscal da Prefeitura do Natal, através da Lei Djalma Maranhão, e do aporte financeiro da Unimed Natal, além do apoio do Governo do Estado através do IDEMA e da Padaria Hora do Pão.

Espetáculo de Bisteca & Bochechinha

Cia:Brinquedos e Brincadeiras
Produção Audiovisual: Ilha Deserta
Plataformas: Instagram (@bosqueencena) | Facebook (Bosque Encena) | Youtube (Bosque Encena)
Publicação: 27 de Junho (domingo), às 10h

Sábado tem espetáculo Na terra dos Potiguaras com o Balé Popular de Natal

Fotos: Carito Cavalcanti

Sábado tem espetáculo Na terra dos Potiguaras com o Balé Popular de Natal

Neste sábado, às 16h30, o projeto Dançando nas Dunas, na sua versão virtual, traz o Balé Popular de Natal com seu o espetáculo "Na Terra dos Potiguaras”. As músicas tradicionais dos festejos juninos e coreografias ficam por conta do professor Dimas Carlos. Será uma tarde de Caboclinhos, Araruna, Pastoril, além de muito Baião e da tradicional Quadrilha Junina para finalizar em grande estilo.

O Balé Municipal de Natal foi criado em 1986 para atender às necessidades de alunos da rede municipal de ensino e em 1988 foi integrado à Funcarte, onde permanece até os dias de hoje.

Desde a sua criação, o público atendido foi de crianças e jovens, alunos da rede pública e, por fim, quadrilheiros e a comunidade em geral, com repertório que tem como base as danças folclóricas e populares da região Nordeste e principalmente do estado do Rio Grande do Norte.

O Dançando nas Dunas acontece graças à renúncia fiscal da Prefeitura do Natal, através da Lei Djalma Maranhão, e do aporte financeiro da Unimed Natal, além do apoio do Governo do Estado, através do IDEMA e da Padaria Hora do Pão.

Conexão Elefante Cultural abre edital para seleção de artistas

Fotos: Brunno Martins

Conexão Elefante Cultural abre edital para seleção de artistas

O projeto Conexão Elefante Cultural dá início à edição 2021, que levará arte, educação e cidadania a 14 municípios do Rio Grande do Norte. Para iniciar suas atividades, o projeto seleciona, por meio de edital público, cinco artistas de múltiplas linguagens para formar a Trupe da Luz. As inscrições estão abertas até 3 de julho.

Além de integrar um espetáculo, os selecionados irão atuar como artistas-educadores, multiplicadores do Programa na Bagagem do Elefante tem Arte que Transforma. Podem participar da seleção artistas ligados ao audiovisual, dança, circo, teatro, contação de histórias e customização plástica.

Para a escolha da trupe serão analisados itens como trajetória artística, performance em cena, proposta de oficina e interesse em atuar como artista-cidadão. A seleção é exclusiva para artistas residentes no Estado do Rio Grande do Norte.

TRUPE DA LUZ

Os artistas selecionados vivenciarão uma imersão de formação, através de metodologias ativas de educação, sob a coordenação de Diana Fontes e Joana Patino; e, posteriormente, da montagem de uma obra aberta dirigida por Diana Fontes.

O projeto é patrocinado pela Cosern, Instituto Neoenergia, através da Lei Câmara Cascudo e Governo do Estado, com realização de Diana Fontes Direção e Produção Cultural.

 

EDITAL DE SELEÇÃO - CONEXÃO ELEFANTE CULTURAL
Inscrições abertas até 3 de julho
www.conexaoelefantecultural.blobspot.com 
Mais informações: conexaoelefante@gmail.com

Blogs


Clique aqui e receba nossas notícias gratuitamente!